Manoel Soares: "Descanse o gatilho" - Notícias

Versão mobile

 
 

PAPO RETO 26/03/2022 | 05h00Atualizada em 29/03/2022 | 07h40

Manoel Soares: "Descanse o gatilho"

Colunista escreve para o Diário Gaúcho aos sábados 

Manoel Soares: "Descanse o gatilho" TV Globo/Divulgação/TV Globo/Divulgação
Foto: TV Globo/Divulgação / TV Globo/Divulgação

Este texto precisa ser lido em voz alta para os jovens da família. Não como uma repreensão chata de adultos que querem dar lição de moral, mas como um alerta. Vamos lá, faz assim: imaginem um menino de 15 anos que tem fama de brigar bem na escola e que decide enfrentar o lutador de MMA Anderson Silva. Como ele já assistiu a várias lutas, acredita que se der um muro no queixo do campeão vai conseguir apagá-lo. Colegas da idade desse menino confirmam a teoria e incentivam que ele desafie o Anderson. Dizem que a luta está no papo. 

Conseguem imaginar o desfecho? Pois é, assim são os jovens que acreditam que vai ficar tudo bem com essa guerra do tráfico que está assolando a capital gaúcha. Gente, por mais marra que esses meninos metam, eles não têm treinamento para peitar a força tática da Brigada Militar. Falo de policiais que em treinamento deram mais de 2 mil tiros em alvo, policiais que dominam técnicas de guerrilha e demais estratégias para eliminar alvos.

Leia mais colunas de Manoel Soares 

Não estou puxando saco da polícia, estou dando a real, alguns dos meninos que ficam desfilando de fuzil e pistola ficaram dando tiro para cima no campinho ou no máximo acertando latinhas de refrigerante. Trocar tiro com polícia é assumir o risco de morrer sem chance de defesa. Quando o sangue invade os pulmões, aquele gosto de ferro líquido invade a garganta e você começa a se afogar no seco, já era. Sua mãe não tem que viver o terror de enterrar o próprio filho. Essa guerra já foi longe demais, está na hora de descansar o gatilho.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros