Manoel Soares: "Respeita meus erros" - Notícias

Versão mobile

 
 

PAPO RETO 05/03/2022 | 05h00Atualizada em 05/03/2022 | 05h00

Manoel Soares: "Respeita meus erros"

Colunista escreve para o Diário Gaúcho aos sábados 

Assistir pessoas errarem é uma tortura para quem gosta de tudo no seu lugar. Você que está lendo, já se estressou porque alguém que você amava não via o óbvio? Já vivi e vivo isso, a sensação é horrível porque parecem ficar surdos para a razão. Comecei a não sofrer mais com isso quando entendi que os erros têm seu valor na vida das pessoas. Quando não erramos, ficamos viciados na vitória e isso produz uma arrogância que contamina o caráter. 

Ter que pedir desculpas, passar a noite em claro sendo consumido pela culpa, ver outras pessoas sofrerem as consequências de decisões equivocadas faz parte do manual prático do ser humano. Quando tentamos entregar informações que façam pessoas pularem essas etapas, amputamos a existência delas e comprometemos seus caminhos. 

Leia mais colunas de Manoel Soares 

Entendo que nem sempre dá para ficar parado vendo o circo pegar fogo, sendo assim, minha dica é que não deixemos que as consequências sejam fatais. Criar estratégias de apoio e uma rede de amparo para que possam se curar com rapidez pode ser um caminho legal. Nem sempre vai dar certo, às vezes vamos assistir a tristeza invadir e precisamos resistir ao instinto de herói e querer salvar geral. Aos poucos, os erros vão se transformando em lições e as lições vão se cristalizando em decisões. 

Os cabelos brancos e as rugas trarão experiência e em pouco tempo eles estarão assim como vocês, querendo consertar na vida dos outros os próprios erros do passado. Sim, porque essa vontade de fazer o certo ou vem do arrependimento que tivemos por tantos erros cometidos ou pelo medo absurdo de errarmos feio na vida. Os erros têm seu valor. Temos que respeitar o tempo de cada um e entender que somos consequência dos nossos erros e acertos.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros