Cris Silva: "Filha foi minha motivação" - Notícias

Versão mobile

 
 

Posso Entrar?22/04/2022 | 08h00Atualizada em 22/04/2022 | 08h00

Cris Silva: "Filha foi minha motivação"

Colunista traz histórias inspiradoras de vida e trabalho todas as sextas-feiras

Cris Silva: "Filha foi minha motivação" Agência RBS/Agência RBS
Cris Silva Foto: Agência RBS / Agência RBS

Hoje, conto a trajetória de uma funcionária de multinacional que trocou a estabilidade de um trabalho de anos pela vontade de empreender. Tudo veio com o nascimento da filha e a dificuldade da alimentação. Com vocês, Márcia Soares Vidal, 45 anos, moradora de Cachoeirinha e proprietária da Loja Sem Restrições Armazém, dedicada a pessoas com restrições alimentares.

Leia outras colunas da Cris Silva

FOI ASSIM

“Era coordenadora de uma unidade de uma multinacional do segmento de produtos de higiene, limpeza e saúde. E estava bastante desmotivada. Quando minha filha nasceu, descobrimos que era alérgica à proteína do leite de vaca. Na época, não encontrava alimentos para amamentá-la, sem falar da falta de informações. Minha motivação passou a ser ‘não deixar outras mães passarem pelo que eu passei’.”

Com as filhasFoto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

VIROU NEGÓCIO

“Minha mãe cedeu o espaço para montar a loja, meus padrinhos e, principalmente, minha terapeuta, Carla, me deram muito apoio. Nosso propósito é incluir, acolher, levar informação aos recém chegados nesse universo paralelo chamado ‘restrição alimentar’.”

DESAFIOS

“Por mais de três anos, desde o nascimento da Antônia, eu não dormia porque ela se batia e resmungava a noite inteira. Não passava 10 dias sem ter episódios de diarreia, vômito, febre, dores de barriga ou sintomas aparentemente gripais, como coriza e peito chiando. Então, comecei a suspeitar que a Antônia era celíaca. Encontrei a doutora Melina Utz e, com a ajuda dela, fizemos a endoscopia e confirmamos que a Antônia tem, sim, problemas com o glúten. Desde que retiramos o glúten da dieta dela, ela é outra criança.”

DAQUI PRA FRENTE

“Quero pelo menos uma Sem Restrição em cada Capital, levando Brasil afora todo nosso amor em forma de alimento e inclusão. Quero um mundo com mais empatia para minha filha e tantos outros alérgicos. Você não precisa excluir alguém porque ele não pode comer o cardápio de sua festa ou reunião de amigos, isso é cruel.”

RECADO DA CRIS 

“Empatia é sentir com o coração do outro.”


 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros