Cris Silva: "Pode entrar, Jerusa!" - Notícias

Versão mobile

 
 

Posso Entrar?08/04/2022 | 08h00Atualizada em 08/04/2022 | 08h00

Cris Silva: "Pode entrar, Jerusa!"

Colunista traz histórias inspiradoras de vida e trabalho todas as sextas-feiras

Cris Silva: "Pode entrar, Jerusa!" Agência RBS/Agência RBS
Cris Silva Foto: Agência RBS / Agência RBS

A coluna de hoje conta a história de uma ONG que cuida de cavalos vítimas de maus tratos. Foi através de um pedido de ajuda que nasceu a vontade de se dedicar exclusivamente aos equinos. Com vocês, um pouquinho da ONG Pé de Chulé, fundada por 14 amigos, entre eles, Jerusa Sena.

Leia outras colunas da Cris Silva

COMEÇOU ASSIM

A coluna de hoje conta a história de uma ONG que cuida de cavalos vítimas de maus tratos. Foi através de um pedido de ajuda que nasceu a vontade de se dedicar exclusivamente aos equinos. Com vocês, um pouquinho da ONG Pé de Chulé, fundada por 14 amigos, entre eles, Jerusa Sena.<!-- NICAID(15062342) -->
Missa de vidaFoto: arquivo pessoal / arquivo pessoal

“Em 2017, recebemos um pedido de ajuda para um cavalo com a pata fraturada em Alvorada e, mesmo não entendendo de animais de grande porte, não pudemos deixar essa vida sem atendimento. O Pé de Pano, como o chamamos, foi resgatado e vive conosco desde então. A partir desse episódio, percebemos o quanto os equinos não são vistos, e decidimos nos voltar exclusivamente aos resgates de equinos vítimas de maus tratos.”

QUEM TÁ JUNTO

“A ONG Pé de Chulé é composta por um grupo de 14 amigos que se uniram por amor aos animais há 6 anos atrás, inicialmente resgatando animais de pequeno porte (cães e gatos). Todos os integrantes da ONG têm suas atividades profissionais, mas dedicamos nosso tempo livre a esse projeto de amor. Costumamos dizer que “não vivemos da ONG, a ONG vive de nós”. Temos uma veterinária que faz o atendimento médico destes animais, o que inviabilizaria o projeto, caso não a tivéssemos.”

A coluna de hoje conta a história de uma ONG que cuida de cavalos vítimas de maus tratos. Foi através de um pedido de ajuda que nasceu a vontade de se dedicar exclusivamente aos equinos. Com vocês, um pouquinho da ONG Pé de Chulé, fundada por 14 amigos, entre eles, Jerusa Sena.<!-- NICAID(15062344) -->
70 equinos são atendidosFoto: arquivo pessoal / arquivo pessoal

NOSSOS ANIMAIS

“Hoje estamos com 70 equinos retirados de maus tratos e muitos não têm condições de viver a campo, seja pela idade, deficiência física ou ainda extremamente debilitados com lesões.”

A coluna de hoje conta a história de uma ONG que cuida de cavalos vítimas de maus tratos. Foi através de um pedido de ajuda que nasceu a vontade de se dedicar exclusivamente aos equinos. Com vocês, um pouquinho da ONG Pé de Chulé, fundada por 14 amigos, entre eles, Jerusa Sena.<!-- NICAID(15062343) -->
Animais no sítioFoto: arquivo pessoal / arquivo pessoal

DAQUI PRA FRENTE

“Não temos sede própria, locamos um sítio no Belém Novo e atendemos a Região Metropolitana e parte do Litoral do RS. Nossos gastos são altíssimos com ração (4 toneladas/mês), feno (rolo de 500 quilos dura uma semana), medicamentos, material de curativo, vitaminas, salário do caseiro, pagamento da médica veterinária, infraestrutura do sítio. Vivemos única e exclusivamente de doações, sem apoio financeiro do poder público ou de empresas privadas.”

GRATIDÃO

“Temos madrinhas/padrinhos de alguns de nossos resgatados. O interessado em ajudar contribui com um valor a partir de R$ 100 por mês e tem direito de passar um dia com seu afilhado no sítio, cuidando, tratando e alimentando. Buscamos também empresas que queiram contribuir.”

Mais informações sobre ONG Pé de Chulé pelo telefone (51) 99918-9540.

RECADO DA CRIS 

“A coragem está um passo à frente do medo.”


 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros