Instituto abre vagas para aulas de música a crianças e adolescentes - Notícias

Versão mobile

 
 

Na Lomba do Pinheiro27/04/2022 | 05h00Atualizada em 27/04/2022 | 05h00

Instituto abre vagas para aulas de música a crianças e adolescentes

Opções vão desde instrumentos mais conhecidos àqueles mais raros, como oboé e fagote; inscrições estão abertas até o dia 13 de maio

Instituto abre vagas para aulas de música a crianças e adolescentes Camila Hermes / Agencia RBS/Agencia RBS
Curso de violino é um dos disponíveis Foto: Camila Hermes / Agencia RBS / Agencia RBS

Cinco vezes por semana, a estudante Moatira Chagas Pinheiro, 21 anos, percorre um trajeto que vai do bairro Aberta dos Morros, onde mora, à Lomba do Pinheiro. O destino: o Instituto Popular de Arte-Educação (Ipdae), organização da sociedade civil sem fins lucrativos, onde hoje ela faz curso de viola. 

— Quando pensamos em música clássica, pensamos em ópera, num teatro, em gente mais ou menos da elite e, na verdade, não: é para qualquer um e para todos — destaca a jovem, que se motivou a entrar nesse mundo por volta dos 14 anos, inspirada por um guitarrista que admirava e que tocava diferentes instrumentos.

Para aulas de viola, assim como de violino, violoncelo, contrabaixo, flauta transversa, oboé, piano, canto, flauta doce, clarinete, fagote e trompete, o instituto está com 65 vagas abertas ao todo. As inscrições se iniciam nesta quarta-feira (27) e vão até 13 de maio. Podem participar crianças e adolescentes de sete a 17 anos, de Porto Alegre e Região Metropolitana. Para isso, é necessário estar matriculado em uma escola regular e ter bom desempenho nas notas. Os cursos são gratuitos.

LEIA MAIS
Orquestra Villa-Lobos comemora 30 anos com trabalho que transforma através da música
Adolescente da Lomba do Pinheiro escreve redação sobre pandemia, emociona família e planeja: "Quero ser médica"
Ação social de Porto Alegre arrecada alimentos para proporcionar almoço de Dia das Mães; saiba como ajudar

Para além da prática

A escola de música do Ipdae foi fundada em 2007. À época, a criação foi possível a partir da ajuda de um norte-americano que se engajou na proposta e doou os instrumentos necessários, conta a diretora e fundadora do instituto, Fátima Flores Jardim.

Cada curso tem uma duração média de oito anos e disponibiliza, além do aprendizado do instrumento escolhido (que pode ser emprestado pela instituição), aulas de prática coral e de teoria e percepção musical. Segundo Fátima, a proposta é oferecer uma formação integral, dando condições também para que o aluno siga adiante na área e se profissionalize.

— Muitos aspiram a continuar estudando música, esperam ingressar em uma universidade e seguir na carreira com música. Mas mesmo aqueles que não quiseram seguir uma carreira como profissional da música percebem que aquilo fez uma diferença, na vida deles, determinante — explica.

Um futuro na música

PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 19.04.2022: O Instituto Popular de Arte-Educação (Ipdae), organização sem fins lucrativos no bairro Lomba do Pinheiro, abrirá 65 vagas para aulas gratuitas de violino, viola, violoncelo, contrabaixo, flauta transversa, oboé, piano, canto, flauta doce, clarinete, fagote e trompete. As inscrições iniciam em abril. Na imagem, Thiago de Souza Pinto, professor, em aula.Foto: Camila Hermes/Agência RBS<!-- NICAID(15072663) -->
Thiago é professor de violino e de viola no institutoFoto: Camila Hermes / Agencia RBS

De forma despretensiosa, o ex-aluno Thiago de Souza Pinto, 30 anos, entrou na escola do Ipdae durante a adolescência. Hoje, é músico e atua como professor no local desde 2014.

— Foi mais uma orientação da família, inicialmente, uma forma de investir meu tempo em algo produtivo. Depois, lógico, eu continuei estudando, comecei a ter gosto pela música e decidi, em determinado ponto ali da minha trajetória, seguir profissionalmente — lembra.

Junto ao bacharelado que está fazendo na área musical, Thiago já participou de cursos de capacitação pedagógica. Para ele, além de ter se tornado sua profissão, a música ajudou a trabalhar questões pessoais, como sociabilidade, perseverança e paciência.

Tem evento hoje na Lomba 

Um grupo de alunos está tocando em três recitais, gratuitos e abertos ao público, ao longo de abril. Uma das apresentações ocorreu na própria escola, no dia 20, e outra será na Biblioteca Pública do Estado, no dia 30. Entre essas duas, uma será realizada nesta quarta-feira (27), às 19h, no Museu Comunitário da Lomba do Pinheiro, mantido pelo Ipdae, integrando o projeto Música no Museu.

Para o pianista e professor de música do instituto Patrick Menuzzi, que está coordenando o projeto e os recitais, um dos pontos positivos dos eventos é treinar a habilidade de tocar em público:

— Só aprendemos a lidar com esse nervosismo de palco, a atingir um outro nível de expertise das notas que estão sendo estudadas depois que colocamos à prova isso num recital público. 

PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 19.04.2022: O Instituto Popular de Arte-Educação (Ipdae), organização sem fins lucrativos no bairro Lomba do Pinheiro, abrirá 65 vagas para aulas gratuitas de violino, viola, violoncelo, contrabaixo, flauta transversa, oboé, piano, canto, flauta doce, clarinete, fagote e trompete. As inscrições iniciam em abril. Na imagem, Patrick Menuzzi, professor de piano, em aula.Foto: Camila Hermes/Agência RBS<!-- NICAID(15072654) -->
Professor Patrick dá aulas de piano e de teoriasFoto: Camila Hermes / Agencia RBS

Como se inscrever nas aulas

- A criança ou adolescente deve ir acompanhado de um responsável ao Ipdae e levar documento de identidade, comprovante de residência, comprovante de escolaridade e documento de identidade do responsável

- O instituto fica na Estrada João de Oliveira Remião, 7.193, no bairro Lomba do Pinheiro, e funciona de segunda a sexta-feira, das 8h30min às 12h e das 13h30min às 18h, e no sábado, das 9h às 12h

- Para mais informações, é possível entrar em contato pelo telefone (51) 3336-3713

Produção: Isadora Garcia

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros