Covid-19 em escolas: confira os protocolos da Secretaria Estadual da Saúde para casos confirmados - Notícias

Versão mobile

 
 

Pandemia25/05/2022 | 08h36Atualizada em 25/05/2022 | 08h37

Covid-19 em escolas: confira os protocolos da Secretaria Estadual da Saúde para casos confirmados

Nos últimos dias, foram registrados episódios de turmas sem aula, com carga horária reduzida e até instituições fechadas no RS

Covid-19 em escolas: confira os protocolos da Secretaria Estadual da Saúde para casos confirmados Antonio Valiente / Agencia RBS/Agencia RBS
Foto: Antonio Valiente / Agencia RBS / Agencia RBS

Episódios de turmas sem aula, com carga horária reduzida e mesmo escolas fechadas devido à covid-19 têm sido registrados no Rio Grande do Sul nos últimos dias. A situação ocorre no momento em que municípios do Estado voltam a cobrar o uso de máscaras no ambiente escolar e o governo estadual emitiu avisos devido ao aumento de casos da doença no Estado em maio.  

Os protocolos de combate à covid-19 na rede de educação do Estado são os estabelecidos na nota informativa 38 da Secretaria Estadual de Saúde. O material foi publicado em novembro de 2021 e atualizado em março deste ano. 

De acordo com a norma, na Educação Infantil, a partir de um caso confirmado de covid-19 em sala de aula deverão ser intensificados o monitoramento de sintomas nos demais alunos e professores pelo período de 14 dias.

Se registrados três ou mais casos positivos, o documento determina a suspensão das aulas por 10 dias, a contar do último dia de comparecimento do último caso confirmado. No caso de uma criança sem sintomas e contato com alguém positivado, a criança deve ser isolada por 10 dias; a turma dela segue com as atividades presenciais.

A nota não prevê suspensão de aulas no Ensino Fundamental e Médio. No entanto, a partir de um caso confirmado da doença na turma, deve-se afastar aqueles que se enquadrem na definição de contato próximo (sem uso de máscara) por até 10 dias. Pode voltar para aula no sétimo dia se o estudante estiver sem sintomas e com teste negativo após o quinto dia do contato.

Casos confirmados deverão ficar afastados por sete dias (aqueles status vacinal atualizado) e 10 dias (os com status vacinal incompleto ou em atraso ou não vacinado) a contar da coleta do exame ou do início dos sintomas. A turma deve ser monitorada por 14 dias, mas segue com atividades presenciais.

Alunos com exame positivo para covid-19 sem sintomas e com contato com alguém positivado deverão permanecer em isolamento domiciliar por 10 dias, a partir do início dos sintomas do contato com o caso índice. 

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros