Magali Moraes: mãe é escolha - Notícias

Versão mobile

 
 

Coluna da Maga06/05/2022 | 09h00Atualizada em 06/05/2022 | 09h00

Magali Moraes: mãe é escolha

Colunista escreve às segundas e sextas-feiras no Diário Gaúcho

Magali Moraes: mãe é escolha Fernando Gomes/Agencia RBS
Magali Moraes Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

No próximo domingo é Dia das Mães, momento especial de homenagear e agradecer. De almoçar junto ou achar algum tempinho pra estar com ela, esbanjar carinho e curtir sua companhia. Também é uma data que aperta o coração de quem não tem mais a mãe viva, e preferia pular esse dia no calendário. Idem as mães que perderam um filho e a saudade bate forte. A nostalgia é outra que pega de jeito as mães dos filhos adultos, eu mesma adoraria ter só mais uma festinha deles pra ir na escola.

Em meio ao clima de comemoração, várias mulheres estarão vivendo uma pressão enorme nesse dia. As que tentam engravidar, fazem tratamento e não conseguem. As que não queriam engravidar justo agora e processam a notícia do resultado positivo. As mães que acabaram de se separar e não sabem como vai ser daqui pra frente. As que decidiram ter apenas um filho, se realizam assim, e são eternamente cobradas pra ter o segundo. Ou pra ter a menina e formar o casalzinho.

Leia outras colunas da Maga

Procriar

Ainda tem as mulheres que não querem ter filhos e não se imaginam mães, estando ou não em idade de procriar. Bota pressão nisso! É como se a maternidade fosse uma obrigação inquestionável e única opção. As delícias de maternar existem, sim. E convivem com inseguranças, medos, renúncias e dificuldades. Ser mãe é uma escolha (ou deveria ser). Enquanto isso, todos julgam e criticam. Seria tão tranquilo se cada um cuidasse de si e respeitasse a decisão de uma mulher. 

Recadinho final: se tem algum filho ou filha de mal com sua mãe me lendo aqui, se um desentendimento afastou vocês, taí uma boa oportunidade de conversar, se entender e virar a página. Nem todas as relações são leves e amorosas, mas sempre dá pra tentar uma convivência melhor. A vida é um sopro, o clichê mais verdadeiro de todos. Não é fácil ser mãe, assim como tem mães e filhos que não são fáceis de lidar. Eu desejo um domingo de trégua, amor, compreensão e diálogo. Olha que presente mais lindo! 


 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros