Municípios gaúchos já podem iniciar aplicação da segunda dose de reforço contra a covid em idosos com mais de 70 anos - Notícias

Versão mobile

 
 

Coronavírus04/05/2022 | 10h23Atualizada em 04/05/2022 | 10h23

Municípios gaúchos já podem iniciar aplicação da segunda dose de reforço contra a covid em idosos com mais de 70 anos

De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde, prefeituras podem usar doses em estoque e devem respeitar intervalo de quatro meses desde a última injeção

Municípios gaúchos já podem iniciar aplicação da segunda dose de reforço contra a covid em idosos com mais de 70 anos Jefferson Botega / Agencia RBS/Agencia RBS
Foto: Jefferson Botega / Agencia RBS / Agencia RBS
GZH
GZH

A Secretaria Estadual da Saúde (SES-RS) emitiu nota no início da noite desta terça-feira (3) autorizando que os municípios gaúchos iniciem a aplicação da segunda dose de reforço da vacina contra a covid-19 em idosos de 70 anos e institucionalizados a partir de 60 anos. Na prática, este público receberá uma quarta injeção.

De acordo com a SES, os municípios não precisam aguardar novo envio de vacinas por parte da secretaria e podem usar doses em estoque. A aplicação do segundo reforço, entretanto, precisa respeitar o intervalo de quatro meses desde a última dose.

No início da manhã desta quarta-feira (4), a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Porto Alegre informou que está avaliando a disponibilidade de doses e ainda não tem previsão de divulgação do calendário.

Na segunda-feira (2), o Ministério da Saúde publicou nota técnica com a recomendação

— Estamos ampliando seguindo as orientações do Ministério da Saúde, com objetivo de manter os baixos índices de casos graves e óbitos pela doença na faixa etária mais suscetível à pandemia — disse a secretária da Saúde, Arita Bergmann.

Em Porto Alegre, até a manhã desta terça-feira, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) aguardava orientação da SES para iniciar a nova etapa da vacinação. O serviço da vacinação desta quarta-feira, divulgado pela prefeitura, ainda não prevê a aplicação do segundo reforço em idosos com 70 anos ou mais.

A quarta dose de imunizante deverá ser feita, preferencialmente, com a fórmula da Pfizer, quatro meses após a terceira dose. Os imunizantes da AstraZeneca e da Janssen podem ser utilizados se houver falta da primeira opção. 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros