Pelo terceiro dia consecutivo, hospitais de Porto Alegre enfrentam superlotação em emergências adultas e pediátricas  - Notícias

Versão mobile

 
 

Alta demanda29/05/2022 | 13h29Atualizada em 29/05/2022 | 13h30

Pelo terceiro dia consecutivo, hospitais de Porto Alegre enfrentam superlotação em emergências adultas e pediátricas 

Situação mais crítica é enfrentada no Hospital de Clínicas, onde ocupação chegou 216,3% durante a manhã deste domingo 

Pelo terceiro dia consecutivo, hospitais de Porto Alegre enfrentam superlotação em emergências adultas e pediátricas  Félix Zucco / Agencia RBS/Agencia RBS
Uso de máscara é exigido para acesso em hospitais e unidades de saúde Foto: Félix Zucco / Agencia RBS / Agencia RBS

Alguns hospitais de Porto Alegre continuam, neste domingo (29), com superlotação nas emergências adultos e infantil. De acordo com o painel de monitoramento da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a situação mais crítica é registrada no Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), onde o índice de lotação do setor adulto chegou a 216,3% durante a manhã. A instituição tem um total de 55 vagas, mas estava atendendo 119 pessoas e outras 60 aguardavam atendimento. 

Na emergência pediátrica do Clínicas, que tem nove leitos, 29 crianças estavam em atendimento neste domingo pela manhã. O hospital estima que 80% dos pacientes buscaram atendimento devido a doenças respiratórias, como asma e bronquiolite, por exemplo. A maioria eram bebês com menos de seis meses de vida, informa a instituição.  

A Santa Casa de Misericórdia também operava com superlotação na emergência adulta neste domingo pela manhã:  índice de lotação era de 204%. Mesmo tendo 24 vagas, 49 pessoas estavam internadas ou em observação. O cenário no Hospital da Criança Santo Antônio era menos complicado, já que havia dois pacientes internados ou em observação, restando nove leitos vagos.

A emergência adulta do Hospital Nossa Senhora da Conceição operava no limite capacidade nesta manhã, informa a assessoria de comunicação da instituição.  Havia 53 internados para 60 leitos disponíveis. Já a emergência pediátrica estava lotada: o total era de 14 leitos, mas havia 19 pacientes sendo atendidos, alguns aguardavam vaga.

No Hospital Moinhos de Vento, às 12h20min deste domingo, conforme assessoria de imprensa da casa, tanto a emergência adulto quanto a pediátrica estavam com 100% de ocupação. Porém, a instituição destaca que tem capacidade de ampliar os leitos conforme o número de urgências que precisarem ser atendidos.

Os casos “representam um aumento de 40% no número de pacientes atendidos por dia — muitos deles relacionados à síndrome respiratória, maior positividade para covid-19 e outras doenças virais respiratórias”. A instituição informa ainda que tem estrutura de contingência e condições para enfrentar os picos sazonais de demanda.  

No Hospital Mãe de Deus, de um total de 12 leitos de emergência, oito estão ocupados neste domingo. O tempo de espera para atendimento é de cerca de dez minutos.   



 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros