Entenda por que há muros de concreto em volta do canteiro de obras de revitalização do Centro Histórico - Notícias

Versão mobile

 
 

Tapumes reforçados02/06/2022 | 09h52Atualizada em 02/06/2022 | 09h53

Entenda por que há muros de concreto em volta do canteiro de obras de revitalização do Centro Histórico

Região recebe estrutura para proteger os trabalhos no Quadrilátero Central até o fim de 2023

Quem circulou pelo Centro Histórico nos últimos dias viu uma mudança na paisagem com a colocação de muros de concreto com cerca de dois metros de altura na região onde a prefeitura de Porto Alegre fará a revitalização e urbanização do chamado Quadrilátero Central. O canteiro de obras, na área da Avenida Borges de Medeiros, será cercado pelos tapumes de placas de concreto pré-moldado, e não pelos convencionais de compensado naval, por conta da diferença de durabilidade e manuseio de ambas estruturas.

Segundo o engenheiro de fiscalização da obra, Fábio Falkemberg, a escolha trará ganhos em agilidade e segurança para o trabalho da Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura (Smoi). Ainda que as peças de concreto pré-moldado custem até o dobro do que as chapas de madeira, os 18 meses de duração das reformas exigiriam que o tapume convencional fosse trocado, pois o material tem vida útil de cerca de 12 meses. Além disso, há mais segurança e estabilidade com as peças concretadas em relação ao compensado naval.

— Com o compensado naval teríamos que substituir várias peças que iriam se deteriorar, se abrir, descamar por conta do efeito da umidade. A vida útil desses tapumes é de 12 meses, e a obra está prevista para durar 18 — explica, complementando: — Financeiramente compensa mais do que o de madeira, nesta circunstância. Ainda que seja mais caro, o de madeira custaria para ser descartado com transporte, prejudicaria os trabalhos quando precisasse ser trocado. Enquanto o de concreto deve durar mais e pode ser retirado daqui e levado para outra obra ou estrutura, caso a prefeitura queira reaproveitar.

De acordo com o engenheiro, haverá a presença de seguranças acompanhando o trabalho com foco na entrada e saída de pessoas do perímetro da barreira de concreto. Ele afirma, ainda, que o muro é menos suscetível a vandalismos e depredações do que os tapumes convencionais de madeira. Os portões do muro vão permitir, segundo ele, a passagem de ambulâncias e veículos da segurança pública em atendimento a ocorrências na região.

Nesta quarta-feira (1º), será finalizada a colocação de todas as placas no local. As bancas de jornal e floristas da Otávio Rocha serão retiradas no dia 6, e no dia 13 a obra se iniciará na rua. A previsão é de que esse trecho esteja pronto até o final de setembro, mas os muros abrigando os materiais seguirão até a conclusão de todas reformas no Quadrilátero Central, no começo de 2024.

Ruas e avenidas atingidas e o que será feito

Revitalização

  • Rua dos Andradas - trecho entre a Rua General Câmara (Ladeira) e a Marechal Floriano Peixoto. Intervenção prevista: reforma completa do calçadão de pedestres;
  •  Rua dos Andradas - trecho entre a Rua Marechal Floriano Peixoto e a Dr. Flores. Intervenções previstas: recuperação do pavimento histórico da via e reforma completa dos passeios;
  •  Rua Uruguai - trecho entre a Rua dos Andradas e a Sete de Setembro. Intervenção prevista: reforma completa do calçadão de pedestres.

Urbanização

  • Rua Voluntários da Pátria - trecho entre a Rua Marechal Floriano Peixoto e a Dr. Flores. Intervenções previstas: recuperação do pavimento do corredor de ônibus, reforma completa dos passeios;
  • Rua Otávio Rocha - trecho entre a Rua Marechal Floriano Peixoto e a Dr. Flores. Intervenções previstas: recuperação do pavimento da via, reforma completa dos passeios e qualificação do canteiro central;
  • Rua General Vitorino - trecho entre a Rua Marechal Floriano Peixoto e a Dr. Flores, Intervenções previstas: substituição do pavimento da via e reforma completa dos passeios;
  • Rua Doutor Flores - trecho entre a Rua General Vitorino e a Voluntários da Pátria. Intervenções previstas: substituição do pavimento da via e reforma completa dos passeios;
  • Rua Vigário José Inácio - trecho entre a Rua General Vitorino e a Voluntários da Pátria. Intervenções previstas: substituição do pavimento da via, reforma completa dos passeios e do calçadão de pedestres;
  • Rua Marechal Floriano Peixoto - trecho entre a Rua General Vitorino e a Otávio Rocha. Intervenções previstas: substituição do pavimento da via e reforma completa dos passeios;
  • Avenida Borges de Medeiros - trecho entre a Avenida Salgado Filho e a Sete de Setembro. Intervenções previstas: substituição do pavimento da via, reforma completa dos passeios, qualificação do canteiro central e da Esquina Democrática.
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros