Magali Moraes e o fogo alto - Notícias

Versão mobile

 
 

Coluna da Maga20/06/2022 | 09h00Atualizada em 20/06/2022 | 09h00

Magali Moraes e o fogo alto

Colunista escreve às segundas e sextas-feiras no Diário Gaúcho

Magali Moraes e o fogo alto Fernando Gomes/Agencia RBS
Magali Moraes Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

Não é fácil ser chaleira na minha casa. O liquidificador tá sempre na folga. A batedeira vive de férias. A air fryer tem dias agitados, mas descansa. Já a chaleira é praticamente queimada viva. Uma sobrevivente. Eu ligo o fogo pra esquentar água pro chá ou café, e volto pra mesa de trabalho. Daí os pensamentos me levam longe. Me concentro no computador, leio as notificações do celular, espio a rua pela janela, lembro de algo que esqueci. A chaleira!!! Enquanto isso, ela torra no fogão. 

Eu tinha escolhido outro assunto pra hoje e mudei de ideia depois que encontrei a coitada agonizando. Bateu a culpa, sabe como é. “Aconteceu de novo, Magali” (me disse uma voz interna em tom acusador). Perdi a conta de quantas vezes queimei essa chaleira, jurei que seria mais cuidadosa. Ainda por cima, escolhi a boca mais forte do fogão porque tinha pressa de chá. Olha a ironia da vida, demorei séculos pra voltar na cozinha e desligar o fogo. A xícara e a vontade de chá tiveram que esperar.

Leia outras colunas da Maga

Leitores

Não sou incendiária, apenas distraída. Antes fosse o queima-queima das ofertas no comércio, que nem é época. Leitores atentos vão lembrar que já escrevi sobre chaleira queimada. É a mesma, gente. Ainda não comprei uma elétrica. Tantas urgências solicitando meu dinheirinho. Joana d’Arc (a guerreira francesa) morreu queimada na fogueira uma única vez. Já a guerreirinha aqui de casa arde no fogo a toda hora, muda de cor até escurecer, pensa que chegou seu fim, e nada.

Será que é o clima de festa junina no ar? O pessoal de camisa xadrez, bandeirinhas penduradas, dente pintado de preto, pipoca, quentão e - claro - fogueiras. Deve ser um probleminha de memória mesmo. Minha cabeça anda mais cheia que fila de espetinho em quermesse escolar. Ou paro de tomar chá e café (o que é quase impossível) ou presto mais atenção quando a chaleira estiver no fogo. Vou fazer plantão ao seu lado, é mais garantido. E colar essa coluna na geladeira.


 
 
 
 
 
 

Mais sobre

 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros