Magali Moraes: namorar é dia a dia - Notícias

Versão mobile

 
 

Coluna da Maga13/06/2022 | 09h00Atualizada em 13/06/2022 | 09h00

Magali Moraes: namorar é dia a dia

Colunista escreve às segundas e sextas-feiras no Diário Gaúcho

Magali Moraes: namorar é dia a dia Fernando Gomes/Agencia RBS
Magali Moraes Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

Agora que o Dia dos Namorados passou, eu pergunto: seu namoro ficou melhor com as homenagens de ontem? Se a expectativa era receber um presentão como prova de amor, vixi, talvez tenha sido frustrante. A inflação não tá perdoando nem os apaixonados. E nunca foi tão fácil usar a desculpa das filas nos restaurantes pra fazer uma jantinha em casa e gastar a metade. A paixão é linda, mas não pode depender de uma data criada pra vender. Se tem amor, tem mais tempo pra curtir. 

Tempo e atenção, isso sim faz o coração bater mais forte. Bom mesmo é namorar no dia a dia. Fazer surpresinhas que demonstram que a gente quer ficar junto sem data marcada no calendário. Transformar uma noite qualquer em comemoração, sem nada especial ter acontecido, só porque deu vontade. Abrir um vinho e brindar, abraçar, beijar, rir e chorar junto, dormir esquentando os pés um no outro. Namorar é cumplicidade e convivência. É estar sempre se conhecendo porque a gente muda. 

Leia outras colunas da Maga

Barriguinhas

Meu lugar de fala não é de namoro recente e frio na barriga. É de quem vive um relacionamento longo com décadas de casados, altos e baixos, visíveis barriguinhas, uma família linda. E ainda tanta coisa legal pra realizar, lugares pra viajar e a mesma curiosidade pelo dia de amanhã. Juntos, somos fortaleza. E respeitamos o espaço um do outro, senão nenhuma relação dura. Namorar é criar intimidade e saber curtir o momento, não importa se vocês se conheceram ontem, há meses ou anos. 

Hoje é um dia de paz pra quem não está namorando. Ufaaaa! Passou a data das cobranças, relaxa que logo a vida te surpreende. Falando nisso, sempre vai ter alguém pra cobrar o próximo passo. É 13 de junho, dia do casamenteiro Santo Antônio. Imagina quantas expectativas. Aqui vai um resuminho da existência humana: tá sozinha? Tá namorando? Quando esse namoro vai virar casamento? Casou? Quando vem o primeiro filho? Vai ficar só num? E os netos? Pressão infinita. Haja amor.  


 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros