Recém-reformada, Praça da Matriz é mais uma área verde a ficar sem luz em Porto Alegre - Notícias

Versão mobile

 
 

Na escuridão02/06/2022 | 09h54Atualizada em 02/06/2022 | 09h54

Recém-reformada, Praça da Matriz é mais uma área verde a ficar sem luz em Porto Alegre

Secretaria Municipal de Cultura, responsável pela obra de recuperação da área, afirma que ainda investiga causa do problema

Recém-reformada, Praça da Matriz é mais uma área verde a ficar sem luz em Porto Alegre Camila Hermes / Agencia RBS/Agencia RBS
Local foi reinaugurado em maio, depois de dois anos de reformas Foto: Camila Hermes / Agencia RBS / Agencia RBS

Inaugurada em maio, depois de um ano e 10 meses de reformas, a Praça da Matriz passou a noite de terça (31) e a madrugada desta quarta-feira (1º) às escuras. Os postes novos e os antigos restaurados não acenderam, por algum motivo que a Secretaria Municipal de Cultura (SMC) e a IPSul, empresa responsável pela iluminação pública de Porto Alegre, ainda não sabem. Sem conhecer a causa, também não há prazo estipulado para a correção do problema, segundo a pasta.

Entre as hipóteses está o recorrente furto de cabos e componentes elétricos que assola as praças e parques da cidade. Durante a visita da reportagem de GZH ao local, na noite de terça, a iluminação de prédios do entorno não apresentava sinais de problemas, o que leva a crer que a falta de luz seria uma situação particular da praça.

"A Secretaria Municipal da Cultura (SMC) está em contato com a empresa IPSul para a realização de um trabalho de avaliação dessa ocorrência. Vai ser investigado se é um problema de carga, ou se é resultado de atos de vandalismo. Outra possibilidade que vai ser avaliada em conjunto é um desligamento intencional. Essa agenda está sendo definida entre a SMC e a empresa", informou a pasta responsável pela praça enquanto as obras estiverem em curso, por meio da assessoria de imprensa.

A CEEE Equatorial informou que "não é responsável pela iluminação pública da cidade e da Praça da Matriz. No caso em questão, pelas imagens (feitas por GZH), é importante visualizar o suprimento normal aos prédios e instalações públicas, o que confirma a normalidade no atendimento da companhia de energia".

Andamento da revitalização

Para que, oficialmente, os trabalhos de revitalziação na praça sejam considerados finalizados, a SMC aguarda vistoria do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), um dos patrocinadores da reforma. Segundo a prefeitura, a revitalização custou R$ 2,39 milhões.

Do total de recursos, o gasto com paisagismo foi o maior de toda a revitalização, com 25% de toda a obra: R$ 665,9 mil. O planejamento de iluminação e as instalações elétricas aparecem logo depois, com um gasto aproximado de 18,3% do orçamento total, o equivalente a R$ 470 mil.


 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros