Tive covid-19, quando posso tomar a vacina contra a doença? E a da gripe? - Notícias

Versão mobile

 
 

Imunização15/06/2022 | 09h11Atualizada em 15/06/2022 | 09h12

Tive covid-19, quando posso tomar a vacina contra a doença? E a da gripe?

Doses da proteção ao Influenza estão sendo ofertadas para toda a população e reforços contra o coronavírus foram ampliados para mais grupos em Porto Alegre

Tive covid-19, quando posso tomar a vacina contra a doença? E a da gripe? Jefferson Botega/Agencia RBS
Foto: Jefferson Botega / Agencia RBS

Enquanto o Rio Grande do Sul registra um aumento de casos de covid-19, Porto Alegre vem ampliando os grupos que podem receber doses de reforço contra a doença e, na última semana, passou a ofertar a vacina da gripe para toda a população acima dos seis meses de idade. No entanto, é preciso ficar atento: infectados pelo coronavírus não podem receber injeções por um determinado período, conforme orientações dos órgãos de saúde. 

A médica infectologista Andrea Dal Bó explica que a pessoa sintomática que testou positivo para covid-19 deve esperar quatro semanas, a partir do início dos sintomas, para tomar alguma dose da vacina contra a doença — sendo a primeira aplicação ou um reforço. Se for assintomático, a contagem de um mês inicia no momento em que foi feito o teste de diagnóstico. 

De acordo com a especialista, isso é indicado porque pode demorar em torno de duas semanas, a partir do momento de infecção, até que os sintomas da covid acabem ou que haja um agravamento do quadro clínico: 

— Ainda estamos em um período de avaliação de farmacovigilância e tomar a vacina enquanto está com a doença pode causar uma confusão entre os sintomas que são da própria covid e os que são reação adversa da vacina. Foi por isso que o Ministério da Saúde definiu esse intervalo de quatro semanas. 

Andrea também ressalta que isso não significa que a doença vá se agravar caso a pessoa receba uma dose do imunizante, mas essa confusão pode gerar, inclusive, a disseminação de notícias falsas sobre as vacinas. 

— Muitas vezes, a pessoa está no período de incubação da doença e recebe a vacina, daí apresenta os sintomas, faz o teste e dá positivo. Com isso, ela vai achar que foi da vacina, mas não, ela já estava com covid e não sabia — exemplifica.  

Já para tomar a vacina da gripe ou qualquer outra que faça parte do Programa Nacional de Imunizações (PNI), basta aguardar a recuperação dos sintomas. Ou seja, no momento em que a pessoa se sentir melhor, já pode ir ao posto de saúde para receber suas doses.  

O único impeditivo que é comum para todas as vacinas, segundo a infectologista, é a febre:  

— Pessoa com síndrome febril aguda não deve fazer nenhuma vacina. Coriza e tosse, por exemplo, não são uma contraindicação. Mas o ideal é que, se houver dúvida se pode ser covid, a pessoa faça um teste antes de receber a dose — orienta Andrea.  

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros