Magali Moraes e os sonhos sonhados - Notícias

Versão mobile

 
 

Coluna da Maga29/07/2022 | 09h00Atualizada em 29/07/2022 | 09h00

Magali Moraes e os sonhos sonhados

Colunista escreve às segundas e sextas-feiras no Diário Gaúcho

Magali Moraes e os sonhos sonhados Fernando Gomes/Agencia RBS
Magali Moraes Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

Numa noite dessas – que nem era de insônia – pensei nos sonhos, os nossos e os de quem dorme lado a lado. Eu estava dormindo bem e sonhando algo. Não lembro o que me fez acordar. Até liguei a luz (um perigo perder de vez o sono) e anotei esse assunto pra coluna. Curiosidades noturnas: o que sonha de diferente quem viveu o mesmo dia que a gente? A rotina parece igual, nunca é. Um mesmo acontecimento vivido por duas pessoas pode voltar nos sonhos em inesperadas interpretações.

As narrativas que o nosso cérebro cria são doidas demais, de fazer inveja aos escritores e roteiristas de cinema e novela. Fico impressionada como ele mistura épocas, pessoas, sentimentos e conta uma historinha aparentemente sem sentido, nos jogando dentro dessa trama mirabolante. Já aconteceu de você estar sonhando, se dar conta que é um sonho, e seguir sonhando aquilo? Na maioria das vezes, deve ser nesse momento que a gente acorda. O cérebro pensa: "Ô chatice, estragou tudo!".

Leia outras colunas da Maga

Detalhe

Quase nunca lembro o que sonhei, e você? Imagina poder pedir sonhos como quem pede música pro locutor da rádio. Queria pedir sonhos bem reais com meu pai, e lembrar de cada detalhe depois. Com a minha vó também. Sonhos coloridos com abraços e a voz escutada claramente. Em locais e rotinas que não existem mais, com nossas versões antigas ou atuais. Ausências transformadas numa gostosa sensação de quentinho de sol de inverno batendo na pele. Como acordar de um sonho assim?

Não sei de onde veio essa curiosidade pelo sonho dos outros, vou focar nos meus. Deixa cada cérebro criar momentos únicos pra cada um. Sonhar é intimidade, só cabe a nós. Conta quem quer. Eu tinha até pensado que legal seria uma impressora 3D de sonhos. Ou só imprimir no papel um roteirinho (com diálogos e tudo) do que a gente sonhou. Melhor não. Vai perder a graça. Sonhos são misteriosos, traduzem medos e expectativas, tentam explicar as loucuras do dia a dia. Bons sonhos pra você!   


 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros