Após surgimento de cratera, Dmae calcula que liberação da Avenida Loureiro da Silva deve ocorrer em 15 dias - Notícias

Versão mobile

 
 

Centro Histórico04/08/2022 | 08h27Atualizada em 04/08/2022 | 08h28

Após surgimento de cratera, Dmae calcula que liberação da Avenida Loureiro da Silva deve ocorrer em 15 dias

Além do rompimento em uma rede pluvial de 60 centímetros de diâmetro, foi encontrado dano em uma tubulação de esgoto feita de aço, de um metro de diâmetro

Após surgimento de cratera, Dmae calcula que liberação da Avenida Loureiro da Silva deve ocorrer em 15 dias Luciano Lanes / Divulgação Prefeitura de Porto Alegre/Divulgação Prefeitura de Porto Alegre
Equipes removeram o asfalto, fizeram escavação no ponto da cratera e iniciaram o conserto emergencial Foto: Luciano Lanes / Divulgação Prefeitura de Porto Alegre / Divulgação Prefeitura de Porto Alegre
GZH
GZH

Após o surgimento de uma cratera no asfalto, o desbloqueio da Avenida Loureiro da Silva deve ocorrer em 15 dias, segundo estimativa do Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae). O buraco, de cerca de cinco metros de diâmetro e três de profundidade, surgiu na pista nesta quarta-feira (3), próximo à Avenida Presidente João Goulart, em direção à orla do Guaíba, no Centro Histórico de Porto Alegre. 

O Dmae terminou sua avaliação sobre a cratera no final da tarde. O problema é mais complexo do que o previsto inicialmente: além do rompimento em uma rede pluvial de 60 centímetros de diâmetro, foi encontrado dano em uma tubulação de esgoto feita de aço, de um metro de diâmetro. 

Durante o dia, foi removido o asfalto, feita a escavação e iniciado o conserto emergencial na rede pluvial, que está a cerca de 2,5 metros de profundidade. Com a área aberta, foi encontrado o problema na outra tubulação, de esgoto cloacal. Então, foi decidido que ambas serão substituídas. A última tubulação localizada é ainda mais antiga (aproximadamente 60 anos) e maior do que a anterior, instalada aproximadamente quatro metros abaixo do pavimento.

— Com o diagnóstico de dano na tubulação de esgoto, que se encontra em condições precárias, o Dmae irá trocar as duas redes, evitando que ocorram outras demandas desse tipo em um curto espaço de tempo. Com essa ação, precisamos escavar e fazer uma vala maior, com mais escoramento para a segurança dos trabalhadores que irão realizar o serviço — explica Alexandre Garcia, diretor-geral do Dmae.

Para o andamento dos trabalhos, a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) mantém o bloqueio na avenida Loureiro da Silva entre a Câmara Municipal e a rótula da Avenida Edvaldo Pereira Paiva com a João Goulart. Os motoristas devem seguir pela Rua Gen. Vasco Alves, Rua dos Andradas, Gen. Canabarro e Siqueira Campos.


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros