Com dois quarteirões em obras, Rua Botafogo recebe nova rede de água - Notícias

Versão mobile

 
 

Menino Deus05/08/2022 | 08h58Atualizada em 05/08/2022 | 08h59

Com dois quarteirões em obras, Rua Botafogo recebe nova rede de água

Pontos do passeio público acumulam barro e lajes, o que causa alguns transtornos aos pedestres

Com dois quarteirões em obras, Rua Botafogo recebe nova rede de água Anselmo Cunha / Agencia RBS/Agencia RBS
Quatro operários trabalhavam na tarde desta quinta-feira nas esquinas da Avenida Getúlio Vargas com a Rua Botafogo Foto: Anselmo Cunha / Agencia RBS / Agencia RBS

A Rua Botafogo passa por obras na rede de água no trecho compreendido entre as avenidas Getúlio Vargas e Erico Verissimo, no bairro Menino Deus, em Porto Alegre. A prefeitura informou que intervenções estão sendo executadas na extensão desses dois quarteirões. O trabalho causa alguns transtornos aos moradores, mas deverá melhorar o abastecimento na região, que já sofreu com longos períodos sem água.  

Na tarde desta quinta-feira (4), a situação era tranquila no trecho em obras. No posto de gasolina situado na esquina da Botafogo com a Getúlio Vargas, o Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae) estava com um caminhão e dois tipos de tratores. Às 14h40min, quatro operários cavavam um buraco em um canto do passeio. O local estava sinalizado e o trânsito fluía sem qualquer tipo de problema.

Em alguns pontos havia acúmulo de lajes que foram retiradas das calçadas. Em frente à Fundação Thiago de Moraes Gonzaga, por exemplo, parte do passeio estava sinalizada com fitas e cones por estar sem lajes.

— Acredito que toda mudança seja para melhor. No começo, perdemos alguns clientes que não conseguiam estacionar aqui na frente — compartilha Elizandro Vinceski, 40 anos, que é proprietário do Supermercado Tradicional, localizado nas esquinas da Rua Gonçalves Dias com a Botafogo.

A aposentada Maria Aparecida, 65, conta que os prédios ficam sujos porque as pessoas precisam passar pelo barro acumulado sobre as calçadas.

— Está sendo ruim pelo inconveniente. Estão demorando para fazer as calçadas — atesta a moradora do bairro.

O pior trecho está situado na calçada em frente à Praça Álvaro Coelho Borges, onde há acúmulo de barro, o que dificulta para quem precisa transitar por ali.

— Por enquanto, não percebi melhora na água — salienta a aposentada Ciriane Alves Furtado, 65, que passeava com seu cão pela praça.

Os moradores necessitam contornar alguns pontos, como na esquina com a Rua Gonçalves Dias, onde as lajes foram recolocadas e estavam secando durante a tarde. A empresária Paula Kenauth, 29, afirma que a situação “está um horror”, mas diz que já percebe a melhora na distribuição de água:

— A pressão está mais forte — comenta ela, ao lado de uma academia onde havia bastante barro espalhado sobre o passeio.

Percebe-se, ao longo do trecho, sinalização em vários pontos, como cavaletes, cones, fitas isolantes e placas alertando que homens trabalham no local.

Prefeitura explica o que está sendo feito

O diretor-geral do Dmae, Alexandre Garcia, esclarece que está sendo realizada na região a substituição da rede de água no trecho para melhorar a distribuição.

Operários estão trocando mais de um quilômetro de rede distribuidora de água no bairro. O trecho da Rua Botafogo está recebendo tubulações de 110 e 160 milímetros em polietileno de alta densidade (Pead) no lugar das antigas de ferro fundido, datadas da década de 1970.

— Há uma ampliação no sistema de distribuição e troca de material. As redes já foram passadas, estamos fechando as calçadas para fazer os ramais. Depois é lavar a rede e ligar definitivamente nas casas — explica o diretor-geral, dizendo que os trabalhos seguirão pelo menos até a primeira quinzena de agosto na região.

A prefeitura investe no trecho R$ 340 mil de recursos próprios. Em 2018, a extensão da Avenida Praia de Belas até a Getúlio Vargas também teve a rede de água substituída por tubulações de melhor qualidade.

— A população do Menino Deus já sentirá imediatamente a melhora da distribuição de água  — conclui Garcia.

O Perímetro Urbano de Água, contrato feito pelo departamento, tem o objetivo de fazer a substituição e ampliação de redes de água em várias regiões da Capital. O investimento será de R$ 15 milhões, com execução estimada em até dois anos.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros