As cinco maiores polêmicas da primeira semana de Babilônia - Entretenimento

Vers?o mobile

 
 

Noveleiros20/03/2015 | 12h31

As cinco maiores polêmicas da primeira semana de Babilônia

A trama das 21h mal estreou e já está dando o que falar

As cinco maiores polêmicas da primeira semana de Babilônia Estevam Avellar/TV Globo/Divulgação
Foto: Estevam Avellar / TV Globo/Divulgação

Babilônia ainda não completou uma semana no ar, mas já vem causando discussões no mundo real e virtual. As cenas ousadas criadas por Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes Braga impressionam, recebem críticas e até ameaças de boicote.

Confira os cinco assuntos que mobilizaram o público nos primeiros capítulos da nova trama das 21h:

O primeiro capítulo provou alvoroço ao mostrar o beijo entre Fernanda Montenegro e Nathalia Timberg. Antes mesmo do intervalo, já havia manifestações contra e a favor da cena nas redes sociais. No terceiro capítulo, mais um beijo, com direito ao anúncio do casamento das personagens Teresa e Estela.


Foto: Reprodução, TV Globo

Gloria Pires como você nunca viu. Na pele da ninfomaníaca Beatriz, ela é uma verdadeira "devoradora de homens", em meia hora de novela, logo na estreia, foi pra cama com quatro, do marceneiro ao milionário, passando pelo motorista do futuro marido.


Foto: Divulgação, TV Globo

Bruno Gagliasso mostrou em suas primeiras cenas que não brinca em serviço. O cafetão Murilo só trabalha com meninas de "alto luxo", colocando as mais belas no caminho de empresários ricos como Evandro (Cássio Gabus Mendes). De volta ao Brasil, a jovem Alice (Sophie Charlotte) será uma das garotas de programa agenciadas por Murilo.


Foto: Divulgação, TV Globo

As relações familiares não são o ponto forte de Babilônia. Nas redes sociais, muita gente criticou a troca de tapas entre Inês (Adriana Esteves) e Alice (Sophie Carlotte). Mãe e filha se ofenderam de "vagabunda", "cretina" e, no final da cena, sobraram tabefes para os dois lados.


Foto: Reprodução, TV Globo

O mundo dos ricos da novela Babilônia, como é comum nas histórias de Gilberto Braga, apresenta o pior do ser humano. São chantagens, traições, armações e até assassinatos. Vale tudo (sem trocadilho com a clássica novela do autor) para subir ou manter um alto padrão de vida.


Foto: Divulgação, TV Globo

Leia outras notícias do Noveleiros

Curta nossa página no Facebook

DIÁRIO GAÚCHO

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros