Em Babilônia, Laís recrimina as mães de Rafael: "Eu tenho nojo delas!" - Entretenimento

Vers?o mobile

 
 

Noveleiros01/04/2015 | 12h04

Em Babilônia, Laís recrimina as mães de Rafael: "Eu tenho nojo delas!"

Criada em uma família moralista, a menina não aceitará as sogras lésbicas

Em Babilônia, Laís recrimina as mães de Rafael: "Eu tenho nojo delas!" Estevam Avellar/TV Globo/Divulgação
Foto: Estevam Avellar / TV Globo/Divulgação

O clima de romance entre Rafael (Chay Suede) e Laís (Luisa Arraes) não vai durar muito em Babilônia. Tudo por conta das diferenças familiares: ele foi criado por duas mães, lésbicas assumidas; ela vem de uma família moralista e religiosa. É claro que haverá um choque quando esses dois mundos tão diferentes se encontrarem...

No começo, tudo é só amor para o casalzinho. Porém, logo no primeiro jantar do rapaz na casa da namorado, a família dela começa a criar problemas.

Aderbal (Marcos Palmeira) logo pergunta qual é a religião do futuro genro. Porém, quando o rapaz conta que é ateu, a família inteira fica chocada e o expulsa no meio do jantar.

Mais tarde, segundo o Extra, Laís procura o namorado e garante que a religião não é motivo para os dois se separarem. É nesse momento que ele resolve contar que é filho de Estela (Nathalia Timberg) e Teresa (Fernanda Montenegro).

A reação da garota é a pior possível:

- Mas isso é imoral! É pecado! Doença! Perversão!

Rafa tenta acalmar a namorada e explica:

- A Estela e a Teresa são duas mulheres maravilhosas, que se amam, mas podiam ser só amigas, a condição sexual não importa, o que vale é o caráter. Se você superar esses preconceitos, vai adorar ser amiga delas.

Laís não quer nem ouvir e continua revoltada:

- Nunca! Eu tenho nojo delas! Estou com nojo de você também! Imagina, elas devem ficar se agarrando na sua frente...

Rafa não consegue convencer a mocinha e o namoro acaba, pouco depois de começar. Será que o amor dos dois jovens será maior do que o preconceito?

Babilônia: Rafael sofrerá com comentários homofóbicos de Guto

O que os autores tentam mostrar com essas duas famílias tão diferentes é uma completa inversão de valores. Aderbal, conhecido por ser moralmente perfeito e honesto, não passa de um corrupto, que prega uma moral que ele próprio não tem. Afinal, vive correndo atrás de outras mulheres e é um dos principais clientes das garotas de programa de Murilo (Bruno Gagliasso).

Já Estela e Teresa, por outro lado, são éticas e sinceras, não admitem qualquer tipo de mau-caratismo. Isso que elas convivem bem de perto com Beatriz (Gloria Pires), uma assassina fria e calculista.

Leia outras notícias do Noveleiros

Curta nossa página no Facebook

DIÁRIO GAÚCHO

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros