Atores e atrizes pornôs podem ter que usar óculos em cenas de sexo - Entretenimento

Vers?o mobile

 
 

Na Califórnia10/06/2015 | 19h26

Atores e atrizes pornôs podem ter que usar óculos em cenas de sexo

Medida seria tomada para evitar que artistas tenham contato com sêmen ou sangue e possam contrair doenças sexualmente transmissíveis

Uma discussão está sendo travada na Califórnia, nos Estados Unidos, que pode afetar a indústria pornográfica e, claro, a fantasia dos admiradores dos filmes adultos. A divisão californiana da Administração Americana de Saúde e Segurança no Trabalho (OSHA, na sigla em inglês) quer que atores e atrizes pornôs usem algo que proteja os olhos quando houver risco de ficarem expostos a fluídos corporais potencialmente infecciosos, como sêmen ou sangue. Ou seja, caso a medida seja regulamentada, os artistas deverão usar óculos para fazer sexo.

A medida tem o intuito de proteger atores e atrizes de possíveis contágios de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), como clamídia, gonorreia, sífilis, HIV, entre outras. No entanto, a possibilidade de mudança na regra teria gerado protesto da indústria pornográfica na Califórnia. De acordo com a BBC, eles consideram que as normas de segurança aplicadas hoje são suficientes para evitar o contágio. Quanto a isso, cabe ressaltar que os artistas são submetidos a exames para detectar DSTs a cada duas semanas.

VÍDEO: mulher pede sexo a 100 homens na rua e o resultado é surpreendente

Outro ponto da nova regra seria a obrigatoriedade do uso de camisinha nas cenas de sexo. Os produtores dos filmes adultos alegam que os consumidores não querem ver isso em suas fantasias sexuais. Inclusive, lembram a lei que entrou em vigor em 2002 no Estado de Los Angeles, que obriga os atores pornôs a usarem preservativos. O resultado? As solicitações de permissão para rodagem de filmes adultos reduziram 90% no ano seguinte.

O que pode acontecer caso as mudanças se confirmem é a migração das empresas que produzem pornô na Califórnia para outros estados norte-americanos, a exemplo do que ocorreu com Los Angeles. Segundo reportagem da agência EFE, estima-se que a indústria pornográfica californiana lucre mais de R$ 3 bilhões por ano, ainda que as estatísticas sobre a economia do setor não sejam confirmadas.

Leia mais notícias do dia
Curta a página do jornal no Facebook

* Diário Gaúcho

DIÁRIO GAÚCHO

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros