Primeira fase de "Além do Tempo" é elogiada por críticos e conquista o público - Entretenimento

Vers?o mobile

 
 

O encanto das seis26/09/2015 | 14h03

Primeira fase de "Além do Tempo" é elogiada por críticos e conquista o público

Novela das seis teve a trama aumentada devido ao grande sucesso

Primeira fase de "Além do Tempo" é elogiada por críticos e conquista o público Fábio Rocha/Gshow
Foto: Fábio Rocha / Gshow

Muda a trama, mudam os atores, mas as novelas das seis da Globo continuam emplacando um sucesso atrás do outro. Depois de Sete Vidas virar xodó de público e crítica, agora é a vez de Além do Tempo ganhar a preferência dos telespectadores. A pouco menos de um mês de trocar de fase, a trama escrita por Elizabeth Jhin colhe elogios e consolida média de 20 pontos de audiência. Tanto que, devido ao sucesso, foi esticada em cerca de 15 capítulos.

"Verdades Secretas" já pode ser considerado o grande sucesso do ano da Globo

A aposta da autora é ambiciosa: para falar sobre reencarnação, trabalha com duas fases distintas – separadas por um salto de 150 anos no tempo –, ou seja, serão praticamente duas novelas em uma. A história começa na fictícia cidade de Campobello, no século 19. No capítulo 86, previsto para ir ao ar em 20 de outubro, salta para os dias atuais. Elizabeth retomou a novela clássica, com mocinhos e vilões bem definidos e o amor entre Felipe (Rafael Cardoso) e Lívia (Alinne Moraes), mas manteve uma característica comum ao horário: a leveza. É um romance tradicional, com todos os seus elementos, que garante diversão com qualidade.

"Mister Brau" investe na música e no glamour para falar sobre fama e tolerância

5 motivos por que a novela “Além do Tempo” é um sucesso

1 – Um amor que ainda não se realizou
Felipe (Rafael Cardoso) e Lívia (Alinne Moraes) se amam com todo o ardor e todo o pudor que a ficção pode idealizar: esbanjando química, o casal protagonista nunca consegue ir além de beijos e declarações de amor em segredo. E os telespectadores, em vez de se impacientarem, torcem, sofrem e sonham com eles.

2 – Clima à la Jane Austen
Convescotes, espartilhos, cerimoniosos pedidos de casamento, mocinhas casadoiras, amores proibidos, diferenças de classe... Ambientada no século 19, a trama remete ao universo celebrizado pela escritora britânica Jane Austen (1775  – 1817): um contraponto ao mundo tecnológico e sem muitas ilusões em que vivemos hoje.

50 séries que você tem que assistir na Netflix e em outros serviços de streaming

3 –Condessa Vitória
É um deleite diário ver Irene Ravache na pele da condessa que, mesmo deitada em uma cama, faz o mundo girar ao seu redor. De uma vilã dada a grandes crimes sem se furtar a pequenas maldades no dia a dia, como espezinhar a governanta Zilda (Nívea Maria), ela tem se mostrado mais humana e frágil e crescido ainda mais como personagem.

4 –Cenários bucólicos
Da mansão mais suntuosa à humilde tapera em meio às árvores, os personagens cavalgam ou vão de carruagem pelas belas paisagens do interior gaúcho, com direito a vinhedos e cânions. Um refresco visual para a correria cotidiana.

Mulheres negras também garimpam espaços na TV brasileira

5 – Elenco enxuto
Esqueça as mil e uma tramas: Além do Tempo se concentra em poucos núcleos de personagens, todos bem alinhavados e contribuindo para a narrativa. E, descontando-se algum exagero caricato de Paolla Oliveira (Melissa), o elenco é bem afinado: de veteranos, como Ana Beatriz Nogueira (Emília), Nívea Maria (Zilda) e Luís Melo (Massimo), a novatos como Emílio Dantas (Pedro), todos fazem bonito.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros