Sentir tesão por pés é normal? Entenda o que é podolatria - Entretenimento

Vers?o mobile

 
 

Falando de Sexo09/06/2016 | 20h00Atualizada em 09/06/2016 | 20h00

Sentir tesão por pés é normal? Entenda o que é podolatria

Pesquisadores da Universidade de Bolonha descobriram que, entre as preferências sexuais por partes do corpo, os pés são os mais populares 


Foto: Arte / DG

Leio muito a coluna, e a minha namorada disse que eu tinha de escrever. Ela nunca passou por isso com outros homens: eu adoro os pés das mulheres com quem me relaciono. Quando vou transar, curto que a minha namorada use uma sandália de salto bem alto e desfile nua, só de sapato. Também peço para pisar em mim, mas ela diz que eu não regulo bem.     

Você trouxe um assunto importante, mas, às vezes, pouco falado. Pesquisadores da Universidade de Bolonha descobriram que, entre as preferências sexuais por partes do corpo, os pés são os mais populares. 

As mulheres se esquecem de que estes podem despertar fantasias e atrair sexualmente. O salto bem alto mexe tanto com a imaginação erótica que a mulher se transforma e, por isso, acaba se sentindo mais poderosa. 

Muitos homens gostam de vê-las com tanto poder. Alguns sentem atração por pés, e outros têm fetiche (espécie de obsessão, atração incontrolável por alguma coisa ou parte da pessoa que pode dar um prazer intenso). Esse desejo chama-se podolatria e leva a obter excitação no ato de ver, tocar, lamber, cheirar, beijar ou massagear. 

Quando prejudica

Porém, você disse que ser pisoteado deixa-o mais realizado, o que é um tanto masoquista. Isso passa a ser um desvio sexual, para o qual pode ser indicada a terapia: quando o seu prazer depende só desta atitude, se há sofrimento, dor ou culpa e se você insiste para que seu par participe do jogo, contra a sua vontade, deste tipo de atividade sexual. 

Se a prática for prazerosa, e não destrutiva para os dois, aí, tudo bem! Mas avalie bem o que você gosta e, se for o caso, procure uma terapia sexual.  

Leia outras colunas do Falando de Sexo

Se você tiver dúvidas ou sugestões de assunto, escreva para falandodesexo@diariogaucho.com.br      

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros