Gabriel, o Pensador doa R$ 10 mil para catador que devolveu mais de 1 mil dólares encontrados no lixo - Entretenimento - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Boa ação23/09/2016 | 15h47Atualizada em 23/09/2016 | 17h33

Gabriel, o Pensador doa R$ 10 mil para catador que devolveu mais de 1 mil dólares encontrados no lixo

Músico fez uma "vaquinha" com amigos e entregou o dinheiro a João Rodrigues Cerqueira, que mora em um barraco no Distrito Federal

Gabriel, o Pensador doa R$ 10 mil para catador que devolveu mais de 1 mil dólares encontrados no lixo G1 / Reprodução/Reprodução
Foto: G1 / Reprodução / Reprodução
Diário Gaúcho
Diário Gaúcho

O cantor e compositor Gabriel, O Pensador se comoveu com a história de João Rodrigues Cerqueira, 20 anos, um catador de materiais recicláveis que devolveu 1,4 mil dólares achados no lixo, no Distrito Federal. Foi então que resolveu fazer uma "vaquinha" com amigos e ir, pessoalmente, entregar R$ 10 mil ao rapaz.

— A gente vive em um mundo onde os valores estão tão distorcidos que as pessoas se surpreendem quando um cara faz o certo. Então, eu primeiro vim para dar os parabéns e destacar mais uma vez isso — disse o artista ao portal G1, depois de visitar de surpresa o barraco de João em uma ocupação no Distrito Federal.

Emocionado, o catador garantiu que não imaginava que sua atitude pudesse ter tanta repercussão e que uma pessoa famosa seria capaz de ir até o seu barraco. O dinheiro, segundo ele, será usado para ajudar a mãe a construir uma casa:

— Foi a pessoa que me ajudou muito, que me incentivou para ser a pessoa que eu sou.

Leia mais
Conheça a história do empresário, ex-morador de rua, que ajuda crianças e idosos
Brigadianos dão banho e compram roupas para morador de rua que dorme perto da companhia

A história de João ficou conhecida no início da semana e já rendeu até mesmo um emprego a ele. O dono do dinheiro que ele devolveu, o fonoaudiólogo Bruno Temistocles, conseguiu uma vaga de ajudante de obras na construtora da família. O salário é de R$ 1,5 mil, quase três vezes mais do que os R$ 600 que ele ganhava como catador.

Como o dinheiro foi parar no lixo

Bruno havia comprado os dólares para uma viagem que fará à Europa e deixado enrolado em um papel no carro. No entanto, na sexta-feira da semana passada, o cunhado de 7 anos jogou o embrulho em que estava o dinheiro no lixo.

Ainda no dia, o fonoaudiólogo foi atrás do caminhão da cooperativa responsável pela coleta, mas não encontrou o dinheiro. Mesmo assim, deixou o telefone para o caso de alguém encontrar, o que aconteceu na terça-feira.

— Na hora que ele me ligou falando que tinha encontrado, nossa, eu fiquei muito feliz assim — lembrou Bruno.


 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros