Veja os efeitos e benefícios que aquelas palavrinhas apimentadas podem provocar na hora H - Entretenimento - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Falando de sexo26/09/2016 | 20h00Atualizada em 26/09/2016 | 20h00

Veja os efeitos e benefícios que aquelas palavrinhas apimentadas podem provocar na hora H

Se não mostrarmos o que estamos sentindo sexualmente, fica muito difícil para o outro compreender 

Andrea Alves e Lucia Pesca


Foto: Arte / DG

Tenho 35 anos, fiquei casada por 13 e, há um ano, estou separada. Só tive dois homens na vida.O atual é meu namorado, tem 42 anos e me cobra que eu fale durante o sexo — na hora do orgasmo, que demonstre com gemidos ou falando.

É difícil para mim, ele diz palavrões, o que me deixa envergonhada, mas até gosto. É importante para o homem que a mulher fale no sexo?

Que bom, querida, que encontrou alguém que gosta de você. Quando um homem pede que a sua companheira demonstre verbalmente que chegou ao orgasmo, é porque se importa com sua satisfação. 

A educação das mulheres foi a de que quem geme, grita ou mostra que está tendo prazer não era vista com bons olhos pelos homens. Acontece que, se não mostrarmos o que estamos sentindo sexualmente, fica muito difícil para o outro compreender de fato. 

Outro fator importante: já está comprovado por pesquisas que as mulheres se excitam mais em ouvir sua própria voz do que a do parceiro durante o sexo. Então, não se reprima: tente gemer, falar ou até gritar para aumentar seu prazer e, depois, por causa do parceiro.

Quanto aos palavrões, a regra é de que, se é bom para os dois, não há problemas. Como você disse "fico envergonhada, mas até gosto", isto mostra que o que a impede de curtir mais é a sua inibição originária da educação.

Mulheres gostam de ouvir palavras picantes na cama. Porém, se pensa em usar um vocabulário mais pesado, converse e até negocie antes, sob o risco de o seu par bloquear na hora e até broxar.

E vocês, leitores, gostam de gritar ou ouvir e falar palavrões durante o sexo, ou são discretos? Escrevam para nós comentando.

Leia outras colunas do Falando de Sexo

Dúvidas e sugestões, escreva para falandodesexo@diariogaucho.com.br 


 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros