No 12 de outubro, Magali Moraes escreve sobre crianças adultas e adultos infantis - Entretenimento - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Coluna da Maga12/10/2016 | 10h12Atualizada em 12/10/2016 | 10h12

No 12 de outubro, Magali Moraes escreve sobre crianças adultas e adultos infantis

No 12 de outubro, Magali Moraes escreve sobre crianças adultas e adultos infantis Miguel Neves/Divulgação
Foto: Miguel Neves / Divulgação

As crianças estão virando adultas cada vez mais cedo, já reparou? Espertíssimas, tecnológicas e cheias de razão, elas dão um banho na gente. Deviam estar tomando banho de mangueira, isso sim. Ou fazendo guerra de bexiguinha no pátio. As etapas puladas vão fazer falta no futuro. Quantas vezes você ouviu alguém contar que o filhinho do fulano fez algo incrível e todos se espantaram com essa genialidade? Daí você pensou em voz alta, quase se desculpando: "na idade dele, eu era um abobado e brincava de esconde-esconde!" Meu amigo, sorte a sua.

O contrário também acontece. Tem muito mangolão por aí que insiste em continuar com criancices e fugir das responsabilidades da vida adulta. Vá entender o ser humano! Tem até um nome pra quem se nega a crescer, a Síndrome de Peter Pan (lembra do personagem que não queria deixar de ser criança?). Cada coisa no seu devido tempo. Meninas de dez anos ainda brincam de boneca? Meninos de 35 ainda moram com os pais? Bebês precisam de tantos estímulos pra se desenvolver? Ajuda ou atrapalha? (se eu tivesse todas essas respostas, seria uma palestrante riquíssima).

Leia outras colunas da Maga

Fotos de infância

O que tenho certeza: alguns traços da infância poderiam ser mantidos pra sempre. A curiosidade, principalmente. A pureza e a transparência em demonstrar sentimentos. Você já viu na internet adultos que recriam nos mínimos detalhes suas fotos de infância? É uma tentativa engraçada de voltar no tempo e reviver aquela fase mágica (postei algumas na Coluna da Maga no Facebook).

O que você recorda da infância? Tudo, quase nada, só os melhores momentos? Hoje é dia de correr pra frente do espelho e achar a criança que ainda mora em você. Esqueça a diferença de altura, as rugas, os cabelos brancos ou a falta deles. Busque os traços daquela menininha ou menininho. Olhando com pressa, não vai encontrar. Brincadeira boa é demorada, lembra? Vai ser um presentão pra você mesmo!


 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros