Laura Dalmas fala da expectativa pelas Batalhas no "The voice Brasil": "Vai ser emocionante" - Entretenimento - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Retratos da Fama TV16/11/2016 | 10h50Atualizada em 16/11/2016 | 10h49

Laura Dalmas fala da expectativa pelas Batalhas no "The voice Brasil": "Vai ser emocionante"

Gaúcha de Carlos Barbosa, cantora de 18 anos começou ainda criança e fez seu primeiro show sozinha aos 10 anos

Laura Dalmas fala da expectativa pelas Batalhas no "The voice Brasil": "Vai ser emocionante" Carlos Macedo/Agencia RBS
Foto: Carlos Macedo / Agencia RBS

É quase unanimidade entre os participantes do The Voice Brasil: para eles, pisar naquele palco tem sido diferente de qualquer coisa que já tenham feito. Foi assim com Laura Dalmas, 18 anos, de Carlos Barbosa. Mesmo cantando desde pequena, ela não esconde a emoção.

– Estava me sentindo em outro universo! Algumas coisas que eles falaram lá eu esqueci, lembrei só quando vi na televisão. Acho que era muita adrenalina – conta.

A gaúcha começou a sua carreira aos oito anos, cantando em corais. Aos dez, fez a sua primeira apresentação sozinha em uma festa de família:

– Adorei aquele momento, me expressar daquela forma. Segui fazendo aulas e, com 12 anos, ganhei o meu primeiro cachê. Ali, eu percebi que podia juntar música e trabalho e, um dia, viver disso.

Virou o jogo
Laura foi parar no The Voice Brasil depois de um plano que não deu certo. Ela se inscreveu para o vestibular da faculdade de Música da Ufrgs, e algo curioso aconteceu.

Na prova específica, que exige diversos conhecimentos técnicos, como leitura de partituras e canto, ela foi aprovada. Mas, no exame escrito, pela qual os candidatos a todos os cursos passam, foi reprovada.

– Foi uma surpresa. Eu esperava que fosse ao contrário! A prova específica é a que mais elimina candidatos. Não queria ficar um ano apenas estudando e resolvi me inscrever no programa – diz.

Leia também:
Cristyéllem Camargo, de Bagé, fala sobre apoio de seus conterrâneos: "Mais do que eu esperava"
Nigeriano do "The voice Brasil" revela que adiou planos para entrar no reality

Desde que deu as caras na tevê, a repercussão tem sido pra lá de positiva:

– Eu nem esperava tanto. Muita gente da minha cidade dizendo que se sentia orgulhosa de estar sendo representada por mim. Que eu tinha feito um bom trabalho. Tenho até um fã clube começando! Não sei quem criou, mas já recebo alguns comentários.

Visibildiade
Laura já gravou a fase das Batalhas. A previsão é de que vá ao ao ar nos próximos programas. 

– O principal objetivo, meu e da pessoa que vai se apresentar comigo, é ter interação, não fazer com que seja uma batalha de verdade. A gente quer fazer uma apresentação bonita. Todo o Brasil vai estar vendo. O que vale é mostrar o nosso trabalho.


 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros