"Nada foi definido", diz promotor de caso de Luiza Brunet e Lírio Parisotto, após audiência - Entretenimento - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Na Justiça29/11/2016 | 17h18Atualizada em 29/11/2016 | 17h21

"Nada foi definido", diz promotor de caso de Luiza Brunet e Lírio Parisotto, após audiência

Ex-modelo acusa o empresário e ex-namorado de agressão. Nova audiência foi marcada para fevereiro de 2017.


Foto: Caio Duran / AgNews

Terminou sem definição a audiência realizada na tarde desta terça-feira, envolvendo Luiza Brunet e Lírio Parisotto, em São Paulo, por conta das denúncias de agressão feitas pela ex-modelo ao empresário. Por este motivo, uma nova sessão foi marcada para 13 de fevereiro de 2017.

— Nada foi definido — disse o promotor de Justiça Carlos Bruno Gaya da Costa, responsável pelo caso, em conversa com a imprensa após a audiência, conforme matéria do site Ego.

Lirio Parisotto afirma que Luiza Brunet é "muito agressiva" e se diz vítima

—Foi designada mais uma audiência para fevereiro. Hoje, ouvimos testemunhas de defesa e acusação. Como duas não vieram, a pedido da defesa, teremos uma nova audiência. As testemunhas que faltaram foram um assistente técnica e outra que não me recordo — completou.

Luiza Brunet diz ter sido espancada por ex-namorado

Segundo o promotor, Luiza Brunet prestou depoimento nesta terça-feira por aproximadamente 25 minutos, sem a presença do ex-marido, Lírio Parisotto. Já o empresário não foi interrogado na audiência.

— Ele já falou no Ministério Público e, no novo Código Penal, o réu fala por último. Como faltaram duas testemunhas, a defesa pediu uma nova data — reforçou Gaya da Costa.

Ex-namorado está proibido de se aproximar de Luiza Brunet

Leia mais sobre famosos e entretenimento


 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros