Por que os homens têm tanto preconceito em procurar um urologista? - Entretenimento - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Falando de Sexo08/11/2016 | 20h00Atualizada em 08/11/2016 | 20h01

Por que os homens têm tanto preconceito em procurar um urologista?

Além do preconceito, alguns pensam que fazer exames é "procurar" doenças

Por que os homens têm tanto preconceito em procurar um urologista? Arte/DG
Foto: Arte / DG

Meu marido e eu lemos frequentemente no ClicRBS o que escrevem. Vocês são as melhores professoras de sexo que já conhecemos! Eu queria perguntar: por que os homens têm tanto preconceito em procurar um urologista?

Nós, mulheres, passamos a vida no ginecologista, e eles preferem correr o risco de chegar perto da morte para ir ao médico.


Muito boas as suas palavras, querida leitora. Os homens acham que ir ao médico é "achar" doenças, fora o preconceito ao urologista. O exame do PSA é de sangue e serve para detectar problemas com a próstata. Porém, só isto pode ser insuficiente.

Leia outras colunas do Falando de Sexo


Os homens não gostam do exame de toque retal para avaliar o tamanho da próstata. Por isso, evitam a ida ao urologista. Mas a avaliação não dura mais do que 15 segundos e complementa o de sangue.

Outra questão é se o câncer de próstata pode interferir na vida sexual, já que esta vai mudando com a idade, seja na frequência, seja na qualidade, em função da queda do vigor físico. O desempenho de um paciente com câncer de próstata depende muito da sua condição clínica no início do tratamento. Aqueles com maiores deficiências de ereção poderão ser mais facilmente prejudicados pelo tratamento.

Ereção
O câncer atrapalha a qualidade da relação sexual conforme o estágio da doença, que tem como uma das causas a queda da testosterona e, por consequência, a da libido,o que prejudica a ereção. Os diagnosticados em estágio inicial, tendo boa saúde física, podem se manter bem ou com pouca diminuição da ereção.

E quer sensação melhor do que o alívio em saber que não tem estes problemas? Vá ao médico.

Se tiver dúvidas ou sugestões, escreva para falandodesexo@diariogaucho.com.br

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros