Magali Moraes escreve sobre a simplicidade das roupas no varal - Entretenimento - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Coluna da Maga26/12/2016 | 10h00Atualizada em 26/12/2016 | 10h00

Magali Moraes escreve sobre a simplicidade das roupas no varal

Magali Moraes escreve sobre a simplicidade das roupas no varal Miguel Neves/Divulgação
Foto: Miguel Neves / Divulgação

Da janela do meu trabalho, eu vejo roupas no varal. É um terraço perdido entre prédios. Lençóis e toalhas tomam banho de sol e balançam ao vento. Uma cena que me acalma, não sei explicar por quê. Só de ver essa simplicidade, eu abro um sorriso por dentro. Essa é a vida, a gente é que complica. Também queria estar lá, penduradinha e de boas. Minha cabeça, que há um minuto estava concentrada, se dispersa totalmente. Será que o sol está forte? E se desbotar a cor? De que família são essas roupas? Coisa boa ter espaço ao ar livre pra secar (pensamento típico de quem mora em apartamento).

Logo percebo o que realmente me agrada: no meio do caos urbano, eu consigo prestar atenção numa cena tão banal. E ainda escrevo uma coluna sobre isso! Tenho medo de endurecer o olhar. Enquanto as pessoas pendurarem suas roupas no varal, minha inspiração está garantida. Sou dessas que se encantam com os mínimos detalhes. Quantos flagrantes do cotidiano estão me esperando?

Leia outras colunas da Maga

Faça coisas simples da vida

Ei, você que está lendo a Coluna da Maga! Nunca te pedi nada! Será que dá pra pendurar alguma roupa no varal? Em 2017, você pode ajudar a aumentar minha lista de assuntos pra escrever aqui! Apenas faça coisas simples da vida. Pare pra olhar um canteiro bonito. Ou um prédio bem alto, um céu azul, uma nuvem em forma de qualquer coisa que te faça sorrir. Alô, casais apaixonados!! Se beijem no meio da rua! Atenção, casais de velhinhos!! Caminhem docemente de mãos dadas! Vizinhos, puxem assunto no elevador!

Tô empolgada com esse novo ano. Algo me diz que vou encontrar muitos assuntos ao dobrar a esquina. E antes que eu precise ligar pro jornal dizendo "oi, avisa lá que hoje tô vazia!", alguma coisa incrível vai acontecer. Talvez a gente se encontre no meio da rua e um DG embaixo do braço seja nosso elo. Chuva de abraços!! Só preciso de algo que toque o meu coração pra tocar o seu. Me aguarde! 


 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros