Contagem regressiva pro Carnaval! Preparado pra aquela transa casual? - Entretenimento - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

 Falando de Sexo19/02/2017 | 11h59Atualizada em 19/02/2017 | 12h04

Contagem regressiva pro Carnaval! Preparado pra aquela transa casual?

Não faça desse momento de curtição uma preocupação que pode acompanhar você pro resto da vida. 

Contagem regressiva pro Carnaval! Preparado pra aquela transa casual? /
Andrea Alves e Lúcia Pesca

falandodesexo@diariogaucho.com.br

Existem várias razões para a gente amar o Carnaval: a folga no trabalho, suas músicas, os desfiles, a praia e o sexo. E, para os solteiros, nada se compara à possibilidade de conhecer e curtir novas pessoas — aliás, assim, no plural mesmo, de preferência.

Tudo o que envolve o Carnaval está relacionado com prazer. O prazer de se divertir, de ficar com os amigos, de dançar, de extravasar e até de fazer sexo com alguém diferente.

Todo mundo veste a sua fantasia e dá início a uma busca por outra pessoa com o mesmo astral do que o seu. O amor faz parte das nossas vidas e surge quando menos esperamos.

No entanto, para que este se torne um prazer, não uma preocupação, é necessário que não nos esqueçamos da importância de fazer sexo de forma segura. Em uma sociedade com cada vez menos tabus no que se refere à vida sexual, é vital que nós consigamos perceber a importância do uso do preservativo, colocando essa consciência em prática no nosso dia a dia.

Hábito 

Pense em todas as formas de sexo que costuma praticar e pesquise as suas consequências. Mas como conseguir lembrar da proteção com o clima pegando fogo?

Temos que ser honestos e admitir que nem sempre é fácil ter em mente o sexo seguro. No entanto, existem formas de tornar este passo tão importante um hábito mais simples de ser lembrado.

Tenha sempre à mão métodos de proteção. É mais fácil ir à carteira buscar do que na farmácia, não é mesmo?

Você não vai querer estragar uma vida toda por uma noite apenas. Uma transa impulsiva pode ser uma ótima experiência, mas, se não tiver os devidos cuidados, corre o risco de tornar-se uma preocupação eterna.

E mais: se alguém não quiser se proteger, é porque também não vai querer proteger os outros.

Leia outras colunas do Falando de Sexo

Dúvidas e sugestões, escreva para falandodesexo@diariogaucho.com.br

 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros