Você sabia que a vida sexual está ligada à produtividade no trabalho? - Entretenimento - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

 Falando de Sexo28/03/2017 | 20h00Atualizada em 28/03/2017 | 20h00

Você sabia que a vida sexual está ligada à produtividade no trabalho?

Estudo também aponta que trazer estresse do ambiente profissional para casa se reflete na cama. 

Você sabia que a vida sexual está ligada à produtividade no trabalho? /
Andrea Alves e Lúcia Pesca

falandodesexo@diariogaucho.com.br

Que o sexo influencia várias partes da vida humana, todo mundo tem conhecimento. Mas que melhora a performance no trabalho, você imaginava?

Estudos recentes mostram que quem faz mais sexo em casa aumenta sua produtividade profissional. Pessoas que participaram da pesquisa relatavam que sentiam o efeito positivo no dia seguinte de labuta, depois de uma noite romântica.

Priorize

Os efeitos duraram, pelo menos, 24 horas e foram fortes para homens e mulheres. Aumentou a satisfação tanto no trabalho quanto em casa.

Os níveis de estresse caíram.Achamos importante mostrar o resultado desta pesquisa para lembrar o que sempre falamos: sexo tem benefícios sociais, emocionais e psicológicos.

Por isso, é importante torná-lo prioridade na vida. Encontre tempo.

Este é um conselho muito bom para os casais que vivem uma rotina corrida e que chegam em casa cansados, apenas com disposição para tomar banho e dormir.

O estudo também aponta que trazer estresse do trabalho para casa é negativo para a vida sexual. Em uma era em que todos estão conectados aos celulares e computadores, é difícil separar os momentos profissionais dos pessoais.

Quando o trabalho invade os limites do lar, a ponto de se sacrificar atividades como a intimidade a dois, sua produtividade cai.

Hormônios

A relação entre sexo e felicidade já foi observada há décadas. Há muito se sabe que sexo regular diminui os níveis de ansiedade.

Os hormônios da felicidade, como dopamina e oxitocina, aumentam no cérebro com a vida sexual semanal (pelo menos). Estudos mostram que o sexo torna os casamentos mais felizes e, ainda possivelmente, aumentam a expectativa de vida.

Leia outras colunas do Falando de Sexo

Dúvidas e sugestões, escreva para falandodesexo@diariogaucho.com.br

 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros