Magali Moraes e as roupas iguais em corpos diferentes - Entretenimento - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Coluna da Maga19/04/2017 | 10h00Atualizada em 19/04/2017 | 12h01

Magali Moraes e as roupas iguais em corpos diferentes

Magali Moraes e as roupas iguais em corpos diferentes Miguel Neves/Divulgação
Foto: Miguel Neves / Divulgação

Vai dizer que nunca te aconteceu? Ver uma roupa que você tem igual passeando no corpo de outra pessoa? Ou alguém com a mesma bermuda que você escolheu pro namorado? Já me incomodei com isso, hoje acho graça. Sinal de bom gosto coletivo. Adoro comprar em loja de departamentos e sei que o risco é maior de encontrar um clone por aí. Faz parte. Querer exclusividade chega a ser ostentação. Nem combina com essa crise. E quanto mais você compra o que está super na moda, mais chance tem de encontrar um irmão gêmeo do seu look.

Esses dias uma mulher passou por mim e algo nela chamou minha atenção. "Que camisa bonita!", pensei. "Tenho uma igual!", foi o pensamento imediato. Nem acabei de pagar a minha, usei só uma vez. Vou me estressar com o uniforme? Bem capaz. Pena que foi muito rápido, senão eu teria observado a combinação que ela fez. Taí algo útil: a roupa pode ser igual, mas cada um usa de um jeito. Então bora lá se inspirar. Dá pra sair no lucro se, a qualquer hora dessas, você bancar o "par de vaso".

Leia outras colunas da Maga

Listras

Falando em coincidências, as campeãs são as listras. Todo mundo tem, todo mundo usa. No trabalho, às vezes parece que o pessoal combinou de vir com roupa listrada. O que fazer quando até as cores das listras são iguais? Uma foto divertida, claro que sim!! Alguém percebe e reúne os listrados pra eternizar o momento. Sorria! Pode apostar que essa foto vai fazer sucesso. Camisas jeans também se multiplicam facilmente. Nem por isso vamos deixar de usar essa peça curinga. Acessório nela!

E quando você encontra um clone com a mesma roupa que a sua, mas ela veste melhor em você? Não reclame, apenas comemore! Já vi uma camiseta do meu marido carregando uma barriga de chopp que (ainda bem) não era dele. Também encontrei o mesmo moletom do meu filho em outro guri. Adivinha em quem ficou mais bonito? Não é uma roupa que nos define. Somos muito mais do que um pedaço de pano. 


 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros