Magali Moraes escreve sobre três feriadões e um dinheiro - Entretenimento - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Coluna da Maga12/04/2017 | 10h00Atualizada em 12/04/2017 | 10h00

Magali Moraes escreve sobre três feriadões e um dinheiro

Magali Moraes escreve sobre três feriadões e um dinheiro Miguel Neves/Divulgação
Foto: Miguel Neves / Divulgação

Estou ansiosa com a fartura de feriados em abril. Nunca na história desse país se viu tantas folgas em tão curto espaço de tempo. Sexta-feira Santa depois de amanhã, Tiradentes na próxima sexta e Dia do Trabalhador na sequência. Como aproveitar todos eles? Cada um precisa ser curtido ao máximo, não podemos desperdiçar. É a chance que a vida nos dá pra sair da rotina. O normal é a gente esperar muito até que um mísero feriado apareça no calendário. Mas três juntos?!? Sobram planos, falta dinheiro. Nem dá tempo de pagar os gastos de um até chegar o outro. A carteira é uma só.

E tem mais. Tenho medo que banalize. Que, depois dessa, todo mundo ache a coisa mais comum do mundo ter três feriadões assim. E alguém boceje de tédio quando chegar o terceiro. Quando veremos essa feliz coincidência acontecer de novo? Um trio de feriados enfileirados é mais notícia que eclipse. No futuro, vou poder contar essa façanha pros meus netos. Entende a raridade da situação? E o que vou dizer pra eles? Que fiquei em casa sem fazer nada? Que eu apenas queria me jogar na cama e dormir? Que vovó estava dura e mortinha?

Leia outras colunas da Maga

Abundância

O contrário também pode acontecer. A gente ficar mal acostumado, achar que toda semana tem que ter feriado e querer sempre mais. Pensando desse jeito, vai ser uma eternidade até chegar o Corpus Christi em 15 de junho. Tenho minhas dúvidas se estamos prontos pra essa quantidade de feriadões em 2017. A economia, eu sei que não está. E quem tem filhos crescidos ainda tem que lidar com a frustração deles não quererem mais viajar com os pais.

O lado bom dessa abundância é que aumentam as chances de todo mundo conseguir descansar um pouquinho. E isso não tem preço. São três oportunidades de folgar! O pessoal que trabalha direto nos finais de semana. A turma que se reveza em plantões. Boa sorte, amigos! E você, vai conseguir aproveitar essa trinca? Tomara que sim!


 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros