A relação terminou, mas você está sempre arrumando desculpa para estar com o ex por perto? - Entretenimento - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

 Falando de Sexo 22/05/2017 | 20h00Atualizada em 22/05/2017 | 20h00

A relação terminou, mas você está sempre arrumando desculpa para estar com o ex por perto?

É preciso lembrar que, às vezes, as artimanhas do coração, por algumas mágoas do passado, nos cegam 

A relação terminou, mas você está sempre arrumando desculpa para estar com o ex por perto? /


Adoro a coluna de vocês e, por isso, escrevo pedindo conselho. Sou separada e, embora não goste mais do meu ex-marido, sempre o procuro.

Não quero perdê-lo no quesito financeiro e o chamo para conversar, mesmo que não precise. Ele me atende sempre.

Não quero que tire nada de mim e de nossas filhas para dar a outra e me faço presente, exigindo a sua atenção. Isso é normal, o que eu devo fazer?


Imagina se você gostasse dele, hein? Se não gostando mais, como nos relatou no seu depoimento, ainda passa o tempo todo querendo que ele esteja por perto, com a desculpa de não perder a questão financeira, ficamos pensando como seria se houvesse paixão.

Sabe aquele ditado que diz: "quem ama quer estar perto"? Pois, então: o seu relato está nos fazendo pensar exatamente isto.

Já pensou?

Desculpa a nossa sinceridade, mas por que você não para e pensa no que o seu ex-marido tem de bom, além do dinheiro que nos comentou? Como seria a sua vida se não falasse nem o visse com tanta frequência?

É preciso lembrar que, às vezes, as artimanhas do coração, por algumas mágoas do passado, nos cegam e não nos permitem admitir que o que chamamos de ódio, ou falta de sentimento, possa ser um pouco de amor que ainda resta dentro de você. Aí, agimos que nem criança pequena que faz arte para chamar a atenção dos pais — ou melhor, de quem era parceiro.

A pessoa briga com quem diz que não curte mais só para ter certeza que, nesta hora, a atenção do outro ainda é só sua — pelo menos, naqueles instantes. Fica a dica: pense a respeito.

Leia outras colunas


Dúvidas e sugestões, escreva para falandodesexo@diariogaucho.com.br

 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros