Será que ela topa? A importância de conversar com seu par no início da relação - Entretenimento - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Falando de Sexo30/06/2017 | 20h00Atualizada em 21/07/2017 | 07h41

Será que ela topa? A importância de conversar com seu par no início da relação

Alguns temas podem ser falados, mas é melhor tomar cuidado para não virar um interrogatório


Foto: Arte ZH

Bom dia! Sou um homem mais maduro e estou sozinho. Já tive alguns relacionamentos, mas a coisa sempre desanda.

Às vezes, acho que não entendo direito o que a mulher passa de informação sobre o jeito dela e se ela é do tipo que gosta de sexo. É que eu já levei muito fora!

Como eu devo agir e falar sobre sexo, nos primeiros encontros, para saber o que a pessoa topa ou não?


Amigo leitor, muitas pessoas passam do celibato à entrega total desde que tenham confiança, respeito, intimidade e criatividade. Mas vamos lá: alguns temas podem ser conversados quando se está conhecendo alguém, mas não como um interrogatório.

Leia outras colunas do Falando de Sexo


Claro que, se há algo que você não tolera ou, ao contrário, algo que seja fundamental para o seu prazer, vale investigar. Porém, não se esqueça de que o envolvimento pode mudar estes conceitos. 

Início
De início, conversar sobre o uso de camisinha e anticoncepção dará o tom do que vem pela frente. Vale saber, também, o que é mais interessante para o outro para ter bons momentos a dois. À medida que vocês ficam mais íntimos, o papo pode ficar mais quente.

Falar sobre fantasias e experiências fortalece vínculos. A intimidade que o casal desenvolve quando compartilha estas informações solidifica os laços afetivos. Saber o que o seu par pensa sobre sexo oral também é importante, uma vez que nem todos se sentem à vontade.

Alguns assuntos são mais delicados como o sexo anal para as mulheres e as carícias na região anal para os homens. Quanto às posições, esta é uma questão que só tem espaço durante o sexo. Você pode questionar (com jeitinho) qual a intensidade e a posição de que ela gosta.

Se você tem dúvidas ou sugestões de assunto, escreva para falandodesexo@diariogaucho.com.br


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros