Veja por que Juliana Paes é a rainha do horário nobre - Entretenimento - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Tevê01/07/2017 | 12h00Atualizada em 03/07/2017 | 08h28

Veja por que Juliana Paes é a rainha do horário nobre

Atriz brilha, atualmente, como a Bibi de A Força do Querer, mas já mostrou seu talento nas mais diversas situações

Ela começou de mansinho, quase sem falas, com uma ponta em Malhação, em 1998, e, em seguida, servindo champanhe para o malandro Danilo (Alexandre Borges), na pele da doméstica Ritinha, em Laços de Família (2000). Na sua primeira novela oficial, Juliana Paes chamou a atenção, tanto que a personagem cresceu, ganhou história própria e até ameaçou o reinado de Alma (Marieta Severo).

De lá pra cá, a atriz esbanja exuberância e talento em todos os horários. Não à toa, reviveu a personagem clássica interpretada por Sônia Braga nos anos 1970, em Gabriela (2012), com uma sensualidade brejeira e sem pudor nas cenas mais ousadas da trama das 23h.

Leia outras notícias sobre famosos e entretenimento


Ju nasceu assim, cresceu assim. Foi Gabriela, Maya, Jacky Joy, Carolina Castilho, Creuza, Carla e Zana até chegar a Bibi Perigosa, uma mulher que entra no mundo do crime por amor. De empregada doméstica à perua vingativa, da Índia ao Piscinão de Ramos, cada personagem é sucesso garantido na pele desta 
bela carioca de 38 anos, prestes a completar duas décadas de carreira em 2018.

Atriz brilha como a Bibi de A Força do Querer Foto: Estevam Avellar / TV Globo

Bibi Perigosa quer ser ¿amada grande¿
Uma mulher que ama demais e que quer ser ¿amada grande¿, como ela mesma disse no primeiro capítulo. Assim é Bibi, uma das arrasadoras protagonistas de A Força do Querer.

Sua personagem é inspirada na história real de Fabiana Escobar, que, durante 14 anos, foi casada com um dos maiores traficantes do Rio de Janeiro – Saulo Silva, o Barão do Pó – e se envolveu com o crime. Assim, a autora da trama, Gloria Perez, mostra, pela interpretação de Juliana, a história de uma mulher honesta que acaba virando bandida por amor ao marido.

Turbilhão de emoções
Suas cenas deixaram o telespectador mergulhado em uma avalanche de emoções: pena, ao ver o sofrimento da moça com a prisão do marido (Emilio Dantas), curiosidade pela reação que ela teria ao descobrir que Rubinho 
é mesmo culpado, choque com a transformação de Bibi, que, de uma hora pra outra, virou incendiária, vingativa e, posteriormente, vai se bandear de vez para o mundo do crime.

Rubinho e Bibi foram flagrados em situação pra lá de constrangedora Foto: Gshow / Reprodução

No capítulo de quinta-feira, ela foi até o presídio em uma espécie de visita íntima fora de hora, mesmo diante da desaprovação de Aurora (Elizangela). Rubinho levou a mulher para o banheiro, e os dois transaram em 
cenas quentíssimas.

Mas a função não acabou bem para Bibi. A sirene do presídio tocou, 
um policial flagrou os dois, e ela foi filmada no maior constrangimento.

Química perfeita
O escolhido de Bibi foi Rubinho mas, se dependesse do público, ela voltaria para os braços de Caio. No início da trama, a moça trocou o romance morno e sem sobressaltos com o advogado pela adrenalina da paixão vivida com Rubinho. Mas, esta semana, Bibi balançou ao beijar o ex-noivo, e o público foi à loucura com a química explosiva de Ju e Lombardi, já mostrada em Caminho das Índias e O Astro. Mas, pelo jeito, Caio é muito certinho para Bibi Perigosa.

Foto: Raquel Cunha / TV Globo/Divulgação

Vida pessoal

Sim! Trabalhamos com corte infantil!!!! Hahahahahahahahaha #filhos #amor #gratidao

Uma publicação compartilhada por Juliana Paes. Actress. Brazil (@julianapaes) em

Se na telinha Ju esbanja talento, na vida pessoal o sucesso também é garantido. Casada há nove anos com o empresário Carlos Eduardo Baptista, a atriz é mãe dos fofos Pedro, de seis anos, e Antônio, de quatro.

Os cliques em família, compartilhados nas redes sociais, encantam os seguidores da bela.Mãezona, a atriz não abre mão de passar o máximo de tempo com os filhotes, sem tecnologia por perto:

– Tento fazer as refeições junto, olhar olho no olho. Não me conformo com essas coisas de estar na mesa com um joguinho do lado, assistindo televisão. Ipads e aplicativos lá em casa só aos fins de semana. Precisamos resgatar um pouco isso que a gente viveu na nossa geração – contou ela ao Extra.

Torcida do público
Mas e nas ruas, como será que o público está reagindo ao "furacão Bibi"? A atriz conta que, por incrível que pareça, tem gente que torce para que a personagem mostre logo as garras:

– A coisa que mais escuto na rua são as pessoas falando: Estou louca para ver a Bibi Perigosa!

É curioso ver uma mulher íntegra e batalhadora cometendo tantos atos ilícitos por amor. Segundo Juliana, não é só o sentimento pelo marido que move Bibi:

– No começo, a Bibi faz coisas erradas por não querer abandonar o Rubinho e passa por cima de muitas coisas. Mas quando ela começa a viver o mundo que ele estava vivendo sem ela saber, existe um deslumbramento por parte dela.

Bibi Perigosa #aforçadoquerer

Uma publicação compartilhada por Gloria Perez (@gloriafperez) em

Nos próximos capítulos, Bibi ficará ainda mais perigosa. Certo de que ficará um bom tempo atrás das grades, Rubinho arma um ousado plano de fuga, que terá a participação da esposa. Sem pestanejar, ela ajuda o marido, os dois conseguem escapar e se escondem na favela. É no morro que Bibi se aproximará ainda mais da bandidagem e ficará deslumbrada com os luxos que o tráfico de drogas proporciona. A foto ao lado foi divulgada pela autora, e mostra a primeira imagem da virada da personagem.


Cinco faces de Ju
/// Jacky Joy

Darlene (E) e Jack aprontavam todas Foto: João Miguel Júnior / TV Globo/Divulgação

Como diria Odete (Mara Manzan), mãe de Karla em O Clone, "cada mergulho era um flash" na vida de Jaqueline Joy, ou simplesmente, Jacky Joy. Na novela Celebridade (2003), Ju Paes era a companheira de maluquices de Darlene. Juntas, as duas faziam de tudo por uma notinha na mídia.


/// Creusa

Em América, uma beata nem tão beata Foto: Ver Descrição / Ver Descrição

Por trás da aparência recatada de Creusa, em América (2005), vivia um verdadeiro vulcão. A beata enganou muita gente com seu visual simples, figurino fechado e comportamento exemplar. Mas quando tirava a roupa e seduzia os desavisados, a temperatura subia no horário nobre. 

/// Maya

Juliana como sua primeira protagonista, Maya, de Caminho das Índias Foto: João Miguel Júnior / TV Globo/Divulgação

Em sua primeira protagonista no horário nobre, Ju foi do Rio de Janeiro à Índia com o mesmo talento mostrado em trabalhos anteriores. A heroína nada convencional Maya, criada por Gloria Perez em O Clone (2009) se viu dividida entre a paixão por Bahuan (Márcio Garcia) e o amor construído com Raj (Rodrigo Lombardi). Venceu a química com o segundo, para alegria geral do público que se encantou com o romance.

/// Gabriela

Atriz fez sua versão do clássico Foto: Renata Xavier / TV Globo/Divulgação

Depois da arrasadora performance de Sônia Braga na primeira versão da trama, em 1975, seria difícil outra atriz dar vida a personagem com a mesma entrega. Mas Juliana encarou o desafio e deu novos contornos a Gabriela, ainda mais sensual e brejeira do que a primeira. O remake de 2012, exibido às 23h, teve adaptação de Walcyr Carrasco e mostrou que vale a pena repaginar um clássico.

/// Carolina

Foto: Renato Rocha Miranda / TV Globo/Divulgação

Poucos anos depois da beleza desgrenhada e natural de Gabriela, a musa subiu no salto, produziu o cabelão e abusou da maquiagem para encarnar sua primeira vilã. Em Totalmente Demais (2015), Carolina Castilho foi a pedra no sapato da mocinha Eliza (Marina Ruy Barbosa). Carismática até na hora das maldades, a personagem acabou se redimindo e ganhou um final feliz digno de conto de fadas.


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 

Veja também

Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros