VÍDEO: conheça a cantora da Lomba do Pinheiro revelada na Orquestra Villa-Lobos - Entretenimento - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Estrelas da Periferia04/07/2017 | 07h00Atualizada em 04/07/2017 | 13h28

VÍDEO: conheça a cantora da Lomba do Pinheiro revelada na Orquestra Villa-Lobos

Hoje, Stephanie Soeiro tem carreira solo, integra uma banda de rock e ainda faz participações especiais com os antigos parceiros de música

Foi na Orquestra Villa-Lobos, um dos mais belos projetos sociais de Porto Alegre, que desabrochou o talento da jovem cantora Stephanie Soeiro, 19 anos. Moradora da Lomba do Pinheiro, na Zona Leste da Capital, ela entrou na orquestra em 2011, a convite de uma professora.

— A professora entrou na sala de aula e perguntou quem tinha vontade de entrar na orquestra. Na hora, pensei que seria legal. Até então, só cantava em casa (risos) — relembra a cantora

Professor de literatura da UFRGS conta como uma apresentação da Orquestra Villa-Lobos o fez refletir sobre a situação do país.
Percussão da Orquestra Villa-Lobos se apresenta em ZH

No princípio, tocava flauta doce, mas a aproximação com os vocais foi surgindo naturalmente, conforme ela evoluía, ao participar das oficinas.

— O pessoal começou a falar que eu cantava bem, e me estimulou a tentar. A professora Jaqueline, que dava aula de coral na escola, me estimulava demais — comenta.

Conheça outras histórias de Estrelas da Periferia

Stephanie começou tocando gaita de boca Foto: Félix Zucco / Agencia RBS

Paixão

Com a provocação, a guria virou uma das vocalistas da orquestra, e viu que a paixão era algo sério. A primeira vez que cantou, ela comenta, foi inesquecível.

— É uma sensação indescritível. Mas, sabe que eu não fiquei nervosa na primeira vez que cantei? Fiquei feliz. Diferente da minha estreia com a flauta nos palcos. Ali, sim, fiquei nervosa (risos) — relembra Stephanie.

Em 2016, a cantora deixou o elenco oficial da orquestra, mas segue fazendo participações especiais, que impressionam a quem assiste. No YouTube, por exemplo, como é possível conferir no vídeo postado nesta matéria, uma das performances marcantes dela é cantando Someone Like You, de Adele, à frente do grupo.

 Com a típica agitação dos jovens talentos, ela comenta que sonha alto e que canta de tudo, desde MPB até samba. Recentemente, comprovou seu ecletismo, ao entrar na banda de rock Addara, com integrantes de vários bairros da Capital. E Stephanie ainda acha tempo para desenvolver seu lado compositora.

— Eu componho faixas mais no estilo rock melódico, romântico, não fecha muito com o repertório da banda, que é mais rock pesado (risos). E é curioso, todo mundo me diz que ainda vou para o lado da MPB, por causa da minha voz — explica.

Cheia de ideias e consciente da importância do projeto em sua vida, Stephanie revela um dos seus sonhos:

— Ainda pretendo criar projetos sociais.

O projeto

Em atuação desde 1992, a Orquestra Villa-Lobos é o resultado do trabalho de educação musical desenvolvido na Escola Municipal de Ensino Fundamental Heitor Villa-Lobos, em parceria com o Instituto Cultural São Francisco de Assis. O projeto oferece a marca de 800 atendimentos gratuitos por semana, em sete locais da Lomba do Pinheiro, em oficinas de música.

O grupo artístico da orquestra, que lançou dois CDs e um DVD, é composto por 40 adolescentes. O trabalho é certificado pelo Ministério da Cultura, com o selo Prêmio Cultura Viva, e pelo Prêmio Itaú Unicef, em 2011, como iniciativa reconhecida por seu caráter inovador e impactante.

Pitaco de Quem Entende

Rafa, do grupo Rafuagi, fala sobre o trabalho da cantora:

Rafa (á frente); só elogios para a jovem cantora Foto: Bruno Alencastro / Agencia RBS

— A Stephanie é muito boa, um talento. Fiquei impressionada com sua voz e atitude no palco. É um orgulho para nós, negros, ver uma cantora com uma voz tão linda tocando no meio de gente talentosa como os integrantes da Orquestra Villa-Lobos.

O rapper destaca que a cantora pode ser uma inspiração para outras pessoas:

— Ela é um exemplo para crianças e adolescentes de que é possível a gente fazer e acontecer, que nossa voz seja ouvida e que nosso talento seja reconhecido.

— Para participar da seção, mande um pequeno histórico da sua banda, dupla ou do seu trabalho solo, músicas e vídeos e um telefone de contato para jose.barros@diariogaucho.com.br.

— Para falar com Sthepanie, ligue para 98583-5484.

Leia mais sobre famosos e entretenimento


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 

Veja também

Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros