Como ajudar sua parceira a retomar a vida sexual após o câncer de mama - Entretenimento - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Falando de Sexo11/09/2017 | 20h00Atualizada em 11/09/2017 | 20h00

Como ajudar sua parceira a retomar a vida sexual após o câncer de mama

Os seios são um símbolo da feminilidade e, para passar por este momento, é preciso uma boa dose de amor e paciência

Como ajudar sua parceira a retomar a vida sexual após o câncer de mama Arte ZH/
Foto: Arte ZH

Oi, doutoras. A situação aqui em casa está bem ruim. Faz um ano e meio que a minha esposa tirou a mama porque teve câncer. No início, eu entendia que ela não tinha vontade de fazer sexo. Mas, agora, já passou esse tempo, e ela não tem mais desejo sexual. O que eu faço? Isso é normal?

Caro leitor, infelizmente, o câncer de mama ainda atinge um número muito grande de mulheres em todo o mundo. Devemos lembrar que os seios são um símbolo extremamente importante da feminilidade e da sexualidade da mulher. Sendo assim, é bem comum que, após a retirada de um dos seios, elas fiquem com vergonha do próprio corpo e com a autoestima abalada.

Leia outras colunas do Falando de Sexo

Muitas mulheres dizem que se sentem feias, como se tivessem sido “mutiladas”. Outras tantas ficam deprimidas, com receio de serem rejeitadas por seus parceiros. Portanto, é comum que esse tipo de cirurgia atinja a sexualidade da mulher e o relacionamento do casal.

Dicas

É fundamental que os homens entendam a situação vivida por suas companheiras que precisaram passar pelo procedimento de retirada da mama. Cabe a eles ajudá-las a superar o problema, apesar de sabermos que, na maioria das vezes, os companheiros também estão sofrendo com a situação.

Tenha paciência com a sua amada. Dê atenção, mostre que está ao lado dela, seja carinhoso, faça elogios. Diga o quanto você a ama e mostre que continua desejando-a! Só não vale forçar a barra. Tenha paciência, sempre!

Confira um vídeo sobre o assunto:

Se você tem dúvidas ou sugestões de assunto, escreva para falandodesexo@diariogaucho.com.br


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 

Veja também

Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros