Casamento infeliz pode afetar a saúde - Entretenimento - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Falando de Sexo19/10/2017 | 09h40Atualizada em 19/10/2017 | 09h40

Casamento infeliz pode afetar a saúde

Uma boa conversa pode acabar com mágoas e ressentimentos que prejudicam a relação

Casamento infeliz pode afetar a saúde Arte ZH/
Foto: Arte ZH

Além de não deixar você e seu companheiro ou companheira felizes e realizados, um casamento ruim pode prejudicar a sua saúde, sabia? Aquele relacionamento recheado de mágoas, falta de comunicação e com pouca ou nenhuma intimidade sexual pode torná-los menos saudáveis. 

Todos os casamentos têm seus altos e baixos. Às vezes, surge a questão: “Eu não amo tanto quanto amava antes”. Aí, começam os afastamentos e as cobranças. 

Leia outras colunas do Falando de Sexo

Estes momentos de questionamento podem aumentar o estresse e levar a problemas de saúde. 

Se o seu relacionamento está cheio de estresse, brigas ou muito silêncio, você está comprometendo sua saúde todos os dias. 

Tem jeito

A boa notícia é que há esperança para a maioria dos casais, mesmo que tenham passado por anos de mágoa e ressentimento. Quando o amor não vai tão bem, vocês podem correr o agradável risco de colocá-lo de volta nos trilhos.

O amor, o tesão e a dedicação em uma relação não serão sempre os mesmos. Tenha em mente que esta situação não quer dizer, necessariamente, que vocês não se gostam e que precisam se separar ou que estão liberados para serem infiéis um com o outro. 

Siga as dicas

Tentem conversar sobre seus problemas de tensão, irritação e sobre a distância que foi criada entre vocês. Não esperem que o ressentimento diminua imediatamente. 

A mudança pode vir lentamente. Mesmo que aconteça a passos lentos, ainda vale a pena lutar pelo relacionamento se o casal acredita que ficar junto é a melhor solução.

Uma pequena mudança pode ser enorme para vocês começarem a se olhar com mais carinho.

Se você tem dúvidas ou sugestões de assunto, escreva para falandodesexo@diariogaucho.com.br

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 

Veja também

Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros