Michele Vaz Pradella: "A difícil missão de Walcyr Carrasco" - Entretenimento - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Noveleiros28/10/2017 | 10h00Atualizada em 28/10/2017 | 10h00

Michele Vaz Pradella: "A difícil missão de Walcyr Carrasco"

"O Outro Lado do Paraíso" estreou esta semana com o desafio de manter o sucesso de sua antecessora, "A Força do Querer"

Michele Vaz Pradella: "A difícil missão de Walcyr Carrasco" Raquel Cunha/TV Globo/Divulgação
Clara é vítima do violento Gael Foto: Raquel Cunha / TV Globo/Divulgação

Mais de uma semana se passou e, confesso, ainda estou me sentindo "órfã" de A Força do Querer. A trama de Gloria Perez deixou muita saudade, por isso a nova trama tem responsabilidade em dobro logo no início.

O Outro Lado do Paraíso já começou mostrando que não é uma novela como as outras. Em clima de filme, com os créditos passando em meio à bela paisagem do Jalapão, no Tocantins, o primeiro capítulo não teve abertura, como estamos acostumados a assistir. Foi um clima cinematográfico e gigante, com a câmera passeando pelo cenário sem pressa, ambientando bem o telespectador a um local nunca antes retratado no horário nobre.

Primeiras impressões

o outro lado do paraíso,  Mercedes (Fernanda Montenegro)
Fernandona, como sempre, uma gigante em cenaFoto: Raquel Cunha / TV Globo/Divulgação

A primeira semana deixou bem claro que quem manda na novela são os veteranos. A arrebatadora atuação de Fernanda Montenegro é de deixar o público grudado diante da telinha. A grande vilã da história, Sophia (Marieta Severo), exibiu logo no início que passa como um trator por cima de qualquer um, inclusive dos filhos. E que prazer ter Lima Duarte de volta no horário nobre. A sabedoria de quem construiu a história da TV, desde a primeira exibição, lá em 1950, faz toda a diferença.

Confira as colunas anteriores do Noveleiros 

A novela mal começou e já sabemos quem odiar com todas as forças. Gael (Sérgio Guizé) é machista, arrogante, violento e abusivo. Só quem não percebeu isso foi a ingênua Clara (Bianca Bin), mesmo com todas as pistas que ele deu no início da relação. Ao invés de fugir de um tipo detestável como esse, a mocinha se casou com ele. E isso vai lhe custar muito caro. Guizé é um bom ator, mas ainda não deixou pra trás Candinho, o caipira de Êta Mundo Bom!. As caras e bocas, o sotaque e o modo de falar são idênticos ao personagem anterior. Ainda falta muito para ele achar o tom do playboy canalha da nova trama.


Leia tudo sobre novelas no Noveleiros


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 

Veja também

Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros