O jogo virou: Ritinha ganha apoio do público em "A Força do Querer" - Entretenimento - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Noveleiros10/10/2017 | 08h23Atualizada em 10/10/2017 | 08h58

O jogo virou: Ritinha ganha apoio do público em "A Força do Querer"

O sofrimento da sereia por causa do filho comoveu os telespectadores

O jogo virou: Ritinha ganha apoio do público em "A Força do Querer" TV Globo / Reprodução/Reprodução
Foto: TV Globo / Reprodução / Reprodução

Ritinha (Isis Valverde) passou meses aprontando poucas e boas em A Força do Querer, tanto que na reta final da novela, ficou quase impossível defendê-la. Mas desde que perdeu a guarda do pequeno Ruyzinho (Lorenzo Souza), a sereia ganhou o apoio de quem, até outro dia, a odiava. Afinal, não dá pra ficar indiferente ao sofrimento de uma mãe que é impedida de ver seu bebê. Mesmo que essa mãe seja a desmiolada Ritinha.

O mais surreal dessa história é que boa parte do elenco resolveu crucificar apenas Ritinha por tudo o que tem acontecido. Todos passam a mão na cabeça de Ruy (Fiuk), como se ele fosse a grande vítima que caiu no canto da sereia. Gente, o cara era noivo, de casamento marcado com Cibele (Bruna Linzmeyer), e ficou cercando Ritinha lá em Parazinho. Sejamos justos: ela nunca chegou a trair Zeca (Marco Pigossi) com o playboy. E foi o mesmo Ruy que pegou uma arma e atirou covardemente contra o rival. Ritinha mentiu, enganou, dissimulou, mas o homicida da história é Ruy! 

No capítulo de ontem, Ritinha invadiu a casa dos sogros disposta a tudo para recuperar o filho. Bateu de frente com Joyce (Maria Fernanda Cândida), disse poucas e boas que a madame estava precisando ouvir, mas acabou saindo sem o menino nos braços. Deu muita pena da sereia, que está sofrendo genuinamente com toda essa história. Até o durão seu Abel (Tonico Pereira) se compadeceu da dor da moça e a consolou.

E nas redes sociais, o público chorou junto com a sereia. Que dó!

Hoje, Ritinha terá mais um reforço de peso (e inesperado) na luta pelo filho. Jeiza (Paolla Oliveira) tentará usar sua autoridade como policial para interceder a favor da rival. Quem diria, hein?

Ritinha é o tipo de personagem que a gente às vezes ama, às vezes odeia. Agora, por exemplo, estou totalmente do lado da sereia e acho que a família Garcia tem mais é que "se lascar". É muita arrogância e prepotência, principalmente de Joyce, que ainda não entendeu que o mundo não gira ao redor de seu umbigo. 


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 

Veja também

Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros