Masturbação não substitui o contato físico a dois - Entretenimento - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Falando de Sexo08/11/2017 | 20h00Atualizada em 08/11/2017 | 20h00

Masturbação não substitui o contato físico a dois

Masturbação não substitui o contato físico a dois Arte ZH/
Foto: Arte ZH

Então, há muitos anos, eu só me masturbo, não transo com ninguém. Isso é normal? 

Leia outras colunas do Falando de Sexo

Amiga, sempre costumamos dizer que masturbação é fazer amor consigo mesmo, é cuidar da autoestima e buscar o constante conhecimento do seu prazer. Tudo isso, com certeza, trará benefícios físicos e psicológicos. 

Só que, do ponto de vista da troca afetiva, não será a mesma coisa do que o sexo em si! Na relação a dois, existem o “ser desejado” e o “desejar”, e isto influencia muito o prazer e a intensidade do mesmo. 

Vida ativa
Portanto, os benefícios da masturbação e do sexo com um parceiro ou parceira não serão os mesmos. É importante lembrar que a pessoa solteira deve manter sua vida sexual ativa, pois nossos hormônios funcionam de acordo com nossa estimulação. Ou seja: se pararmos de nos dedicar ao nosso prazer, quando alguém interessante aparecer, podemos ter problemas para termos tesão novamente. 

Se isso acontecer, corremos o risco de ficarmos tensos, preocupados, e o psicológico reforçará o “não funcionamento”. Assim, desenvolveremos uma disfunção sexual.

Se você tiver dúvidas ou sugestões de assunto para a coluna, escreva para falandodesexo@diariogaucho.com.br


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 

Veja também

Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros