Música com sentimento é o que move a banda Kansla - Entretenimento - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Estrelas da Periferia07/11/2017 | 07h00Atualizada em 07/11/2017 | 13h00

Música com sentimento é o que move a banda Kansla

Com inspiração em grupos como Scalene e Fresno, banda acaba de lançar primeiro EP

Música com sentimento é o que move a banda Kansla Anderson Fetter/Agencia RBS
Foto: Anderson Fetter / Agencia RBS

Tudo começou em Santa Maria, em 2014, quando Kevin Garcia, hoje com 21 anos, decidiu seguir um sonho de infância: viver de música. Foi aí que surgiu a banda Kansla, na época com outra formação. 

No ano seguinte, o grupo se desfez, mas o hiato durou pouco. A música falou mais alto no coração do guitarrista Kevin, que decidiu retomar os trabalhos em outubro de 2016, já com a presença do amigo Pedro, 19 anos, vocal e guitarra. Pouco depois, Vitor, 20, assumiu o controle do baixo, e João, 18, ocupou o lugar de baterista. 

A primeira pergunta que vem à cabeça para quem acaba de conhecer a banda é: "Afinal, de onde veio esse nome? O que significa?".

"Kansla" significa "sentimento" em sueco, como explica o baixista:

—  Música é muito isso, né? Sentimento, emoções e, para nós, muito amor pelo que fazemos e porque realmente é algo em que todos nos sentimos bem em fazer.

Depois dessa explicação, fica bem claro por que, no repertório da Kansla, estão presentes faixas desse tipo de rock introspectivo, com uma pegada sentimental. Hits de Supercombo, Scalene e Fresno também não podem faltar nos shows.

Aliás, o próprio amor pela música é mais forte do que os problemas geográficos. Os meninos da banda estão espalhados pela Região Metropolitana — Vitor mora no Bairro Cristo Redentor, Pedro é de Alvorada, Kevin, de Cachoeirinha, e João mora na Azenha. A residência de Vitor costuma ser ponto de encontro dos meninos, além dos ensaios marcados no Estúdio Ampola, no Bairro São Geraldo, em Porto Alegre, todos os finais de semana.

Pontapé inicial

Este mês de novembro marca o lançamento do primeiro EP — álbum que contém de quatro a seis músicas — trabalho inédito em estúdio da Kansla. Duas faixas, Interestelar e Astronauta, já estão disponíveis nas plataformas digitais — no YouTube e Facebook. 

O EP, intitulado Desatar de Nós, será lançado na íntegra no dia 1º de dezembro. Kevin resume o que o público pode esperar desse primeiro álbum:

— A banda fala das suas angústias e do universo em um modo introspectivo. 

Pitaco de quem entende

Claus, da dupla Claus & Vanessa, aprovou o single Interestelar, primeiro lançado pela Kansla na internet: 

— Achei uma banda muito boa, o som maduro. É um rock de qualidade que tem tudo para ir adiante e fazer uma carreira brilhante.


— Para falar com a banda, ligue para: 99358-1947.

— Para participar, envie suas músicas, um breve histórico do trabalho e um telefone de contato para michele.pradella@diariogaucho.com.br.

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 

Veja também

Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros