Saiba como contar ao seu parceiro que você está com DST - Entretenimento - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Falando de Sexo15/11/2017 | 20h00Atualizada em 19/11/2017 | 13h38

Saiba como contar ao seu parceiro que você está com DST

Se acha que tem alguma doença sexualmente transmissível, informe ao(s) seu(s) parceiro(s) o mais rápido possível. Você pode espalhar a infecção mesmo se já iniciou o tratamento ou está usando preservativos. 

Saiba como contar ao seu parceiro que você está com DST Reprodução/Reprodução
Foto: Reprodução / Reprodução
Andrea Alves e Lucia Pesca

Queridos leitores, vamos seguir a nossa proposta de falar sobre amplamente sobre a questão das doenças sexualmente transmissíveis. Se você se interessa pelo assunto e quer saber mais, procure as colunas anteriores. Então, vamos ao assunto de hoje. Se acha que tem alguma DST, informe ao(s) seu(s) parceiro(s) o mais rápido possível. Você pode espalhar a infecção mesmo se já iniciou o tratamento ou está usando preservativos. 

Leia outras colunas do Falando de Sexo

Em alguns casos, os médicos recomendam o tratamento dos dois parceiros ao mesmo tempo.

Conversa difícil

É impossível negar que esta pode ser uma conversa difícil. Afinal, envolve a saúde de duas ou mais pessoas. Algumas pessoas acham útil escrever sobre o diálogo que pretende ter com o(a) amado(a) antes de falar, efetivamente. Certifique-se de deixar seu parceiro fazer perguntas e – muito importante – expressar seus sentimentos com relação à situação.

Preservativos 

No que diz respeito à prevenção da disseminação de algumas doenças sexualmente transmissíveis, é importante destacar que camisinhas não são perfeitas. Os preservativos são melhores para proteger contra gonorreia, clamídia, HIV e tricomoníase. Mas eles oferecem menos proteção contra herpes, sífilis e verrugas genitais. Estas infecções podem se espalhar através do contato com lesões cutâneas (na pele) que não são cobertas por um preservativo. Finalmente, as camisinhas oferecem praticamente nenhuma proteção contra chatos e sarnas.

Se você tem dúvidas ou sugestões de assunto, escreva para falandodesexo@diariogaucho.com.br



 

Vídeos recomendados para você

 
 
 

Veja também

Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros