Magali Moraes e a beira-mar: caminhando e pulando - Entretenimento

Versão mobile

 

Coluna da Maga26/01/2018 | 10h00Atualizada em 26/01/2018 | 10h00

Magali Moraes e a beira-mar: caminhando e pulando


A escritora e publicitária Magali Moraes é a nova colunista do Diário Gaúcho. Ela vai escrever a Coluna da Maga, todas as sextas-feiras.
Foto: Miguel Neves / Divulgação

Coisa boa uma caminhadinha na beira da praia, né? Aqui no litoral gaúcho a gente aproveita pra fazer outro esporte junto: salto à distância. Eu só queria caminhar e me distrair olhando o mar. Mas esses pulos são necessários pra escapar dos esgotos. Se a caminhada tiver companhia e a conversa for boa, com certeza alguém vai esquecer de olhar pro chão. E adivinha? Sentirá nos pés aquela água estranhamente morninha. Até a cor é suspeita. Ou você já viu algum peixe nadando ali?

Minha técnica pra saltar é segura. Em vez de pular na parte seca da areia, vou contornando o fio de esgoto até a beirinha. Atravesso exatamente no ponto em que a onda do mar se mistura à água podre. Assim já aproveito e lavo os pés. Quem tem pernas curtas precisa se garantir. Já pensei "vai dar, vai dar". Daí pulei e não deu. Fora o erro de cálculo, tem a ilusão de ótica. O sol forte confunde a gente. E se a pessoa que estiver caminhando junto for mais alta, vai pular fácil. Pra você, boa sorte.

Leia outras colunas da Maga 

Mozão

Aviso importante aos casais! Na hora de saltar o esgoto, nada de romantismo com mãozinhas dadas. Cada um por si, ok? Soltem as mãos e se joguem pro lado de lá! Estamos falando de esgoto. Vocês adorariam desenhar com o dedão do pé um lindo coração na areia, mas há um obstáculo a vencer. Quanto mais rápido se livrarem dele, melhor. Peraí que existe um lado bom. Se faltar assunto (ou se rolar uma briguinha), é só puxar papo perguntando "vamos até o próximo esgoto e voltar, mozão?" 

Por causa disso, muita gente caminha menos do que planejava. Depois de alguns saltos à distância, desiste e vai sentar. Ou fica naquele vai e vem, se limitando entre dois esgotos. E os que não estão nem aí e passam por cima? Já os corredores podem pegar o embalo da corrida pra pular. No máximo, vão ter que limpar mais os tênis. Claro que sempre tem o calçadão, convidando a se exercitar. Isso se na sua praia ele não estiver um canteiro de obras.  




 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 

Veja também

 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros