Michele Vaz Pradella: "Deus Salve os efeitos especiais!" - Entretenimento

Versão mobile

Noveleiros13/01/2018 | 10h00Atualizada em 13/01/2018 | 10h00

Michele Vaz Pradella: "Deus Salve os efeitos especiais!"

Nova trama das sete aposta em muitas cenas de encher os olhos

Michele Vaz Pradella: "Deus Salve os efeitos especiais!" Sergio Zalis/TV Globo/Divulgação
Foto: Sergio Zalis / TV Globo/Divulgação

Novela é entretenimento, é aquela hora de "desligar" dos problemas, sentar diante da TV (ou do computador, tablet, celular, são tantas possibilidades) e curtir uma obra de ficção, sem qualquer compromisso com a realidade.

Se a ideia era essa, Deus Salve o Rei, trama das 19h que estreou esta semana, preenche todos os requisitos para prender a atenção do público. Esqueçam os dilemas éticos, políticos, sociais e complexos que as tramas têm apresentado. A obra de Daniel Adjafre é ficção pura e simples, com uma boa dose de magia, computação gráfica e cenas impressionantes. 

A Rede Globo apostou alto nos efeitos visuais, no figurino, cenários e em cada detalhe que transporta o público direto para a era medieval. É um mergulho na fantasia perfeito para o horário, pra quem está chegando em casa cansado depois de um dia exaustivo e só quer, simplesmente, entreter-se. 

Uma bela dupla

Outro tiro certeiro foi escalar duas queridinhas do momento, Bruna Marquezine e Marina Ruy Barbosa, para os papéis principais. Com a mesma idade e trajetórias muito parecidas na TV, elas começaram bem na trama, com a balança pendendo mais para o lado da ruivinha, natural e expressiva como a plebeia Amália. Bruna ainda precisa achar o tom de sua vilãzinha, mas tem talento suficiente para encontrar o caminho da maldade que será trilhado pela princesa Catarina.


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 

Veja também

Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros