Dinho Ouro Preto relata assalto à equipe do Capital Inicial - Entretenimento

Versão mobile

 

Violência13/02/2018 | 16h29

Dinho Ouro Preto relata assalto à equipe do Capital Inicial

De acordo com o cantor, banda também presenciou um tiroteio na Avenida Brasil, uma das principais vias do Rio

Dinho Ouro Preto relata assalto à equipe do Capital Inicial Reprodução/Instagram
Caminhão com o logo da banda foi invadido por bandidos armados com fuzis no Rio de Janeiro Foto: Reprodução / Instagram

Percorrendo as estradas do Rio de Janeiro durante uma turnê, a banda Capital Inicial presenciou dois episódios de violência em um mesmo dia. De acordo o relatado pelo vocalista Dinho Ouro Preto no Facebook,  o caminhão do grupo sofreu uma tentativa de assalto no domingo (12), na Avenida Brasil, uma das principais vias do Rio de Janeiro; a poucos metros de onde o ônibus estava, houve um tiroteio.

Segundo Dinho, no primeiro momento os bandidos chegaram a apontar uma arma para o motorista que dirigia o caminhão da banda. Depois, invadiram o baú munidos de fuzis. A carga foi liberada em seguida por ser muito pesada. O único assaltado foi o próprio motorista.

Leia mais
Sabrina Sato mostra noivo cobrindo seus machucados antes de desfile
Anitta e Cleo Pires aderem aos adesivos para seios durante o Carnaval
Galvão Bueno e Daniel: para onde foram os famosos que fugiram do Carnaval

"Ontem, no Rio, na Avenida Brasil, às sete horas da manhã de domingo, pararam nosso caminhão e apontaram uma arma para nosso motorista. Levaram o caminhão para um local onde entraram no baú armados com fuzis. Viram que não dava para levar o equipamento porque era muito pesado, então assaltaram o motorista e liberaram a carga", escreveu o vocalista em uma publicação no início da tarde de segunda-feira (12).

Minutos depois, Dinho fez um novo relato contando sobre um tiroteio, mas não informou se ocorreu antes ou depois da tentativa de assalto pelos bandidos munidos de fuzis. "Ontem, na chegada ao Rio, na frente do nosso ônibus, houve um tiroteio. Um motoqueiro deu quatro tiros à queima roupa no que parecia ser um ladrão. Isso a trinta metros da frente do ônibus. Na volta, agora a pouco, mais um incidente — um outro corpo morto estendido no chão no meio da rua na mesma Avenida Brasil", escreveu o cantor.


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 

Veja também

 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros