Jim Carrey não será julgado em denúncia de suicídio da ex-namorada - Entretenimento

Versão mobile

 

Denúncia02/02/2018 | 14h55

Jim Carrey não será julgado em denúncia de suicídio da ex-namorada

Cathriona White morreu em 2015 após ingerir uma dose letal de medicamentos 


Jim Carrey
Ator foi acusado pelo ex-marido e a mãe da WhiteFoto: Jason Merrit - AFP / AFP

Após o indeferimento do caso, ator americano Jim Carrey não será julgado pela morte da namorada Cathriona White, que se suicidou em setembro de 2015, segundo fontes oficiais informaram nesta quinta-feira (1).

Mark Burton e Brigid Sweetman, ex-marido e a mãe de Whiteres, denunciaram Carrey por ter supostamente facilitado as substâncias que provocaram a overdose que a matou. O exame do legista confirmou que a mulher morreu devido a uma mistura letal de zolpidem (um hipnótico), propanolol (um anti-hipertensivo) e Percocet (um analgésico).

Leia mais
Jim Carrey se manifesta sobre acusação de ter facilitado o suicídio de ex-namorada
Jim Carrey é processado por morte de namorada

Documentos apresentados na Corte Superior de Los Angeles demostraram que um pedido para indeferimento do caso foi apresentado pelos demandantes em 25 de janeiro. Os advogados de Burton e Sweetman, no entanto, afirmam que a acusação não está encerrada.

A morte de Whiteres, que já havia tentado suicídio em 2015, foi anunciada poucos dias após o fim do relacionamento com Carrey.

 
 
 
 
 
 

Mais sobre

 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros