Michele Vaz Pradella: "Na reta final, 'Tempo de Amar' vira o jogo" - Entretenimento

Versão mobile

 

Noveleiros04/02/2018 | 13h04Atualizada em 04/02/2018 | 13h04

Michele Vaz Pradella: "Na reta final, 'Tempo de Amar' vira o jogo"

Novela das seis é a mais interessante de todas que estão no ar

Michele Vaz Pradella: "Na reta final, 'Tempo de Amar' vira o jogo" Paulo Belote/TV Globo/Divulgação
Foto: Paulo Belote / TV Globo/Divulgação

Logo no início da novela das seis, Tempo de Amar, escrevi por aqui sobre o excesso de drama na história. Não havia um alívio cômico para poupar o telespectador das lágrimas de Maria Vitória (Vitória Strada). Eis que, se aproximando do final, a trama de Alcides Nogueira pode ser considerada a melhor novela entre as atuais.

No ar há menos de um mês, Deus Salve o Rei mostra muito mais apelo visual do que uma boa história. A trama medieval dá a impressão de que falta alguma coisa. 

Em O Outro Lado do Paraíso, Walcyr Carrasco entrega demais, pesa a mão em polêmicas que deveriam ser sutis. Por mais que seja um sucesso de audiência, a trama das nove não é a melhor obra do autor.

No ritmo certo

Enquanto isso, nos finais de tarde, tudo corre às mil maravilhas. Um elenco afinado, nomes de peso e jovens talentos, uma bela história e bem menos drama do que no início, Tempo de Amar é um acerto. 

Não há grandes reviravoltas, barracos ou revelações pomposas, mas está tudo no lugar certo. Dá gosto de acompanhar.


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 

Veja também

 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros