Ainda "possuídas pelo ritmo ragatanga": Rouge faz show em Porto Alegre neste sábado - Entretenimento

Versão mobile

 

Não dá pra resistir  09/03/2018 | 07h36Atualizada em 09/03/2018 | 07h37

Ainda "possuídas pelo ritmo ragatanga": Rouge faz show em Porto Alegre neste sábado

Girlband, que retornou em 2017, se apresenta no Pepsi on Stage

Ainda "possuídas pelo ritmo ragatanga": Rouge faz show em Porto Alegre neste sábado Gustavo Arrais/Divulgação
Aline, Fantine, Li Martins, Lu Andrade e Karin Foto: Gustavo Arrais / Divulgação

Olha lá quem vem virando a esquina! Vem Rouge com toda a alegria, retornando. Sucesso no começo dos anos 2000, a maior girlband brasileira se apresenta neste sábado, no Pepsi on Stage. O Rouge havia encerrado suas atividades em 2006, mas resolveu voltar à ativa no ano passado, em 13 de outubro, quando subiu novamente no palco com sua formação completa para uma festa.

Leia mais
Rouge relembra hits no "Domingão do Faustão" e público vai à loucura na internet
Spice Girls já assinaram contrato para nova turnê, diz site 
Ex-Rouge, Li Martins leva tombo ao vivo e internautas dão risada: "Já que é pra tombar, tombei"

– Foi um convite do Pablo Falcão, dono da festa Chá da Alice, no Rio, que ele vem fazendo há oito anos. Para o evento, são convidados grandes artistas, como Ivete Sangalo e Xuxa. Há três anos ele estava pedindo para a gente fazer parte. E topamos. Foi assim a volta – conta Fantine Thó, uma das cantoras.

Fantine foi selecionada para entrar no grupo por meio do reality show musical Popstars, entre mais de 30 mil candidatas. Exibido no SBT, em 2002, o programa também selecionou Aline Wirley, Karin Hils, Li Martins e Lu Andrade. Juntas, elas emplacariam hits como Não Dá pra Resistir, Brilha La Luna, Um Anjo Veio Me Falar e, é claro, a dançante Ragatanga, com seu misterioso refrão "aserehe ra de re". 

O grupo lançou quatro discos: Rouge (2002), C'est La Vie (2003), Blá Blá Blá (2004) e Mil e Uma Noites (2005). Antes do terceiro álbum, Lu deixou o Rouge, que passou a ser um quarteto até o seu término. Entre Lu e Fantine, havia bastante desavenças, que foram deixadas de lado para o retorno da girlband. Em vídeo publicado no Facebook e gravado na Holanda, onde vive, Fantine declarou:

– Nós estamos aqui por amor, para se amar, para perdoar, para crescer, para avançar. Avancemos juntos, por favor.

Nostalgia e novos ritmos

O Rouge retorna no momento em que a sororidade é incentivada, e o empoderamento feminino está em evidência.

– É uma delícia trabalhar nesta fase. Nós sentimos uma grande diferença na recepção da imprensa, as pessoas nos tratam com mais respeito, com mais cuidado. Somos recebidas com mais entusiasmo, justamente por esse movimento que está acontecendo, a valorização e a aceitação da mulher e das pessoas em geral como são. Temos mais liberdade para trabalhar e isso abre nosso coração e dá mais prazer – avalia Fantine.

06.05.2003 - Divulgação - Grupo Rouge#PÁGINA:14 Fonte: Divulgação Fotógrafo: Não Consta Data Evento: 00/00/2003
Rouge em 2003Foto: Ver Descrição / Ver Descrição

Em seu retorno, o Rouge já realizou apresentou em shows lotados pelo Brasil. Antes da volta, o grupo era bastante requisitado nos serviços de streaming.

– Tivemos dúvidas se ia dar certo essa empreitada. Nos surpreendemos demais com a velocidade das vendas de ingresso e com o entusiasmo do público. É impressionante como o Rouge ganhou a força da nostalgia. Por ser um trabalho que era (voltado ao público) infantil e adolescente, nossos fãs cresceram mais apaixonados, porque esse amor foi guardado no coração há muitos anos em uma fase especial da vida – analisa Fantine. – Essas fãs são mães ou estão casadas, com uma vida adulta. Nos shows, muitos choram emocionados por lembrarem daquela fase da vida tão pura – completa a cantora, que forma com Aline e Li o time das mães do Rouge.

Em fevereiro elas lançaram um novo single, Bailando. Para 2018, a girlband prepara um disco novo, diz Fantine:.

– O Rouge sempre fez um pop que mistura vários gêneros, como o rock, a balada romântica e ritmos latinos. Vamos continuar misturando tudo isso nos próximos trabalhos. Entre nossas influências está o pop com essa mistura muito latina, o reggaeton, que está em alta, e a salsa.

ROUGE – 15 ANOS

  • Sábado, às 23h, no Pepsi On Stage (Av. Severo Dullius, 1.995). 
  • Classificação:  14 anos. Menores de 10 a 13 anos somente acompanhados de pais ou responsáveis.
  • Ingressos: R$ 60,50 (pista, 2º lote solidário), R$ 77 (mezanino, 2º lote solidário), R$ 82,50 (pista premium, 3º lote solidário), R$ 110 (pista, 2º lote inteira), R$ 140 (mezanino, 2º lote inteira) e R$ 150 (pista premium, 3º lote inteira). Para o ingresso solidário, é necessário levar 1kg de alimento não perecível na entrada do evento.
  • Pontos de venda: com taxa de conveniência: pelo site livepass.com.br. Sem taxa de conveniência: FNAC Porto Alegre (BarraShoppingSul, Diário de Notícias, 300) e bilheteria do Pepsi On Stage no dia da apresentação, a partir das 15h.
 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 

Mais sobre

Veja também

 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros